A montadora francesa Citroën está tendo problemas financeiros segundo notícias do jornal USA Today. Com isso, a montadora passa a ser uma das principais opções de compra da companhia chinesa Dongfeng, que já adquiriu parte da Volvo, outra empresa europeia.

Ainda segundo o jornal, os chineses estariam dispostos a comprar 30% das ações da PSA Peugeot-Citroën por até R$ 3,5 bilhões. As negociações estão em fase inicial e não deve ser rápida, já que a Citröen tem parcerias com outras companhias chinesas que também têm interesse em fazer negócio.

A Dongfeng é a maior fabricante chinesa de caminhões e também possui algumas linhas de automóveis. Se a parceria se concretizar, a empresa deverá ser a maior acionista do Grupo PSA, maior inclusive que a GM, que também tem uma parceria com o grupo. Na teoria, a compra de grande parte das ações pela Dongfeng poderia causar um mal estar nas relações da GM com a PSA, causando o fim da parceria. Apesar disso, o vice-presidente da GM já afirmou que a nova parceria não deve afetar as relações com a francesa.

A criação de novos grupos e parcerias entre as montadoras é algo crucial para a sobrevivência nos próximos anos do mercado, é o que dizem analistas da área. Deve haver uma redução da quantidade de montadoras nos próximos anos e aquelas que tiverem as melhores relações devem se manter firmes no mercado.

Ebenézer Carvalho


Um acionista da BlackBerry acusou a companhia canadense de mentir a respeito de informações financeiras e perspectivas do seu novo lançamento, o BlackBerry 10. Em um processo aberto pelo acionista Marvin Pearlstein contra a BlackBerry na Corte Federal de Manhattan, ele alega que a companhia mentiu aos investidores sobre seu comprometimento com o progresso financeiro e operacional. Além disso, o acionista afirmou que na época a empresa informou que o sistema operacional BlackBerry 10 teria sido bem recebido pelos desenvolvedores.

Ao contrário do que afirma o acionista, o BlackBerry 10 não teve uma aceitação boa no mercado e a companhia perdeu cerca de US$ 1 bilhão ao retirar as unidades não vendidas das prateleiras. Além disso, cerca de 4500 empregados foram despedidos nos últimos meses, o que representa cerca de 40% do total de funcionários da companhia.

Segundo informações presentes no processo, toda a confusão se deu início no dia 27 de setembro de 2012, quando o CEO da BlackBerry (Thorsten Heins) anunciou em uma conferência voltada especificamente para investidores que a companhia estava financeiramente forte e as vendas estavam indo muito bem.

Desde 2008 a empresa perdeu 94% do seu valor e vem encontrando imensas dificuldades em permanecer no mercado de smartphones. O péssimo desempenho das vendas do modelo Z10 é um reflexo do abismo em que a empresa canadense se meteu.

Ebenézer Carvalho


A BlackBerry é uma empresa que atua no segmento de smartphones e tablets voltados para o mercado corporativo. A companhia foi uma das pioneiras no lançamento de aparelhos celulares inteligentes, que possuíam múltiplas funções como clientes de e-mail, editores de texto, editores de slides e um teclado QWERTY, considerado revolucionário em sua época.

No entanto, o brilho promissor que a empresa tinha e o domínio do mercado de smartphones foram rapidamente ofuscados com o lançamento de smartphones touchscreen e de sistemas operacionais como Android e iOS. A companhia não demonstrou sinais de adaptação ao novo mercado e passa por uma situação complicada atualmente.

Entretanto, uma luz no fim do túnel pode estar começando a brilhar para a companhia canadense. Segundo fontes do The Wall Street Journal, a Cerberus Capital Management, que é uma empresa especializada em investimentos de alto risco, estaria interessada na BlackBerry.

De acordo com o jornal, um acordo de confidencialidade deve ser assinado para que a Cerberus tenha acesso às informações financeiras da BlackBerry e decida se deve ou não injetar dinheiro na empresa. Por conta disso, as ações da BlackBerry subiram para US$ 8 no começo da tarde de quinta.

Outro pico foi registrado quando a empresa Fairfax Financial Holdings declarou que teria interesse em comprar a companhia fabricante de smartphones.

A empresa anunciou em setembro desse ano que cortaria cerca de 40% de sua força de trabalho até o final de dezembro.

Ebenézer Carvalho


Executivos da Mitsubishi anunciaram esta semana que podem realizar uma IPO (Oferta Pública de Ações) referente aos títulos da marca japonesa. Desta forma, a empresa tem o objetivo de conseguir uma arrecadação de cerca de US$ 2 bilhões (cerca de R$ 4,5 bilhões) até o mês de março do ano que vem, quando termina o ano fiscal em vigência para a companhia.

Apesar de a Mitsubishi ter apresentado recentemente certo enfraquecimento de ordem financeira nos mercados automotores americano e europeu, a montadora apresentou indícios de que pode se recuperar, com foco no mercado do Japão, além de outras nações da região sul asiática, como Paquistão e Índia.

De acordo com dados publicados pela agência Bloomberg, esses mercados irão ajudar a corporação de origem japonesa a lucrar 32% a mais neste ano em relação ao ano passado. Especialistas do setor confirmam esse crescimento e avaliam de maneira positiva o crescimento da empresa.

A marca Mitsubishi deverá usar o montante de dinheiro que for arrecadado, no pagamento de seus acionistas por resgate feito no ano de 2004, quando 3 outras empresas (Mitsubishi Corporation, Mitsubishi UFJ Financial e Mitsubishi Heavy Industries) salvaram a fabricante japonesa da bancarrota.

Por Marcelo Araújo


A Samsung anunciou na última quarta-feira que a divisão da companhia batizada de "Samsung Telecommunications America" tem um novo presidente. O nome do profissional a assumir o cargo é Gregory Lee. Essa divisão da empresa é responsável pela produção e venda de smartphones na América.

Com a chegada de Lee na presidência da divisão, o antigo presidente Dale Sohn foi designado para ir trabalhar nos braços asiáticos da Samsung. A função de Dale em terras asiáticas será basicamente a de conselheiro para o CEO da área, o executivo JK Shin. Em termos mais amplos, essas mudanças são basicamente uma troca, uma vez que Lee atuava como presidente da companhia no sul da Ásia.

No mais, nenhuma informação certa foi divulgada sobre o motivo que levou a Samsung a nomear Lee como presidente da divisão mobile na América. Algumas pessoas tem apostado que a empresa vem desenvolvendo um trabalho baseado na troca de visões, o que também pode se enquadrar no processo de revitalização na forma como a empresa vem se comportando no mercado de dispositivos móveis.

Lee já havia ocupado a função de executivo principal da divisão global de marketing da empresa. Com a experiência no setor, espera-se que a sua atuação traga resultados benéficos para toda a empresa.

Por Denisson Soares


As inovações do ramo da tecnologia estão presentes também no mercado de pagamentos e a mais recente notícia neste ramo está chegando ao Brasil.

Estamos falando da carteira digital! Esta novidade está sendo desenvolvida pela empresa PayPal e por outras.

Uma das opções é o Google Wallet no qual basta um celular e a sua senha e o pagamento já é realizado sem a presença física de dinheiro ou cartões.

Para conseguir realizar isso é preciso possuir celular com tecnologia NFC (Near Field Communication), pois o sistema de carteira eletrônica funciona por radiofreqüência.

Para se inserir nessa tecnologia, os interessados devem usar um aplicativo com o armazenamento de dados dos cartões de crédito e utilizam uma senha para realizar as operações financeiras.

Outra possibilidade de uso da carteira digital é a inserção de uma peça no celular que já possui os dados do cartão de crédito do usuário.

Com isso, fica muito difícil a ocorrência de roubos já que é preciso uma grande proximidade entre os aparelhos para que a transação comercial seja efetuada com sucesso.

Esta novidade está apenas começando no Brasil e deve demorar ainda algum tempo para se tornar uma realidade na vida financeira dos brasileiros.

Por Ana Camila Neves Morais


O Banco Central divulgou dados sobre o uso de pagamento eletrônico no Brasil durante o ano de 2011.

Segundo dados da pesquisa realizada, houve uma redução de 5% o uso de pagamento por meio de cheques ao mesmo tempo em que aumentou 14% o uso de cartões – crédito e débito – na realização deste tipo de atividade.

Além disso, a autoridade bancária revelou um aumento de 63% nas transações feitas por meio de canais eletrônicos nos bancos como caixas automáticos e internet.

Fonte: EFE

Por Ana Camila Neves Morais


Apesar do difícil momento financeiro enfrentado pela Petrobrás, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) irá financiar a criação de mais uma fábrica de fertilizantes da empresa com um total de recursos de 2 bilhões de reais.

Esta será a terceira unidade da fábrica que produz fertilizantes nitrogenados e será construída na cidade de Três Lagoas no estado de Mato Grosso do Sul com previsão de iniciar suas atividades em setembro de 2014.

A grande meta desta nova construção da estatal será diminuir a dependência do mercado exterior para obter insumos primordiais para uma melhor produtividade no setor agrário brasileiro com a redução de 66% para 39% na importação de uréia.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


O setor de aviação recebeu uma notícia animadora nesta quinta-feira, dia 13 de dezembro de 2012, pois as companhias aéreas com cobertura global anunciaram novas expectativas de lucro.

Nesta nova previsão, a IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) informou que o setor espera ter um lucro de 6,7 bilhões de dólares em 2012.

Este valor representa um importante aumento frente à projeção anterior de um lucro de 4,1 bilhões de dólares.

Além disso, a organização que representa 240 companhias aéreas em todo o mundo informou a expectativa de lucrar em 2013 cerca de 8,4 bilhões de dólares que também consiste em um aumento na previsão anterior de 7,5 bilhões de dólares.

 Ao estratificar esta estimativa para as diversas áreas do mundo, é esperado um lucro zero, mas sem prejuízos na Europa e um lucro de 3 bilhões de dólares na Ásia com um mercado crescente.

Este otimismo das companhias aéreas se deve, principalmente, nos cortes de custos e na consolidação do mercado na América do Norte; no entanto, a IATA alerta para riscos como a crise na eurozona e o abismo fiscal norte-americano que podem afetar este setor.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta semana foi anunciado que o leilão para a concessão do trem-bala irá acontecer em 19 de setembro de 2013 na BM&FBovespa em São Paulo.

Este meio de transporte irá realizar a ligação entre os municípios do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas.

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) já disponibilizou em seu site na internet o edital do leilão e a minuta do contrato para a concessão do vencedor do processo licitatório.

Os interessados devem enviar envelopes com toda a documentação solicitada e a proposta financeira no dia 13 de agosto de 2013 na Bovespa.

Com relação à sua dinâmica, na primeira fase o leilão irá escolher o operador do serviço do trem-bala e o tipo de tecnologia que será usada.

A segunda fase do leilão, que irá acontecer apenas em 2014, escolherá a empresa vencedora da concessão que será responsável pela infra-estrutura do projeto; segundo o edital o critério de escolha será a melhor relação entre o menor custo para a infra-estrutura e o valor de outorga que será pago pelo governo federal.

Com relação aos valores cobrados, o edital do leilão determina um valor mínimo de outorga de R$66,12 por quilômetro rodado em um trem de 200 metros de extensão; além disso, a tarifa-teto para a classe econômica deverá ser de R$0,49.

Segundo o governo, os investimentos para a realização do trem-bala devem ficar no montante de 35 bilhões de reais com cerca de 60% de sua capacidade sendo destinada à classe econômica.

Ao considerar os lucros, a União será sócia através da EPL (Empresa de Planejamento e Logística) e o grupo concessionário terá uma receita total de R$241,7 bilhões durante os 40 anos de contrato a ser firmado.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Na próxima semana deve ser votado o parecer final para o Orçamento do governo federal para o ano de 2013 pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.

Este parecer tende a ser emitido pelo relator-geral Romero Jucá na segunda-feira e a votação poderá ser iniciada já na terça-feira dia 18 de dezembro de 2012.

Nos relatórios já aprovados está um destino de R$8,3 bilhões para os estados e R$8,9 bilhões para emendas de parlamentares.

Além disso, houve um aumento para as despesas dos ministérios por meio também de emendas parlamentares.

No entanto, o ponto mais polêmico deve ser a discussão sobre a exclusão pelo senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) de seis despesas no piso constitucional de gastos da Saúde.

Estes itens foram excluídos a pedido do governo por serem consideradas ilegais.

A aprovação e finalização do texto pela Comissão Mista de Orçamento deve ser feita até o dia 22 de dezembro quando inicia o período de recesso no congresso.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado financeiro teve mais um indicador interessante divulgado nesta última sexta-feira dia 30 de novembro de 2012.

Desta vez a novidade foi relacionada com o barril de Brent que fechou na Bolsa Intercontinental de Futuros de Londres com alta de 0,42%.

Com isso, o barril para entrega em janeiro de 2013 está sendo cotado a US$113,23 a unidade sendo que este valor está diretamente relacionado com a incerteza dos Estados Unidos em seu possível cisma na área fiscal.

Fonte: EFE

Por Ana Camila Neves Morais


Em apenas dois anos de funcionamento, o mercado de Foreign Exchange (Forex) consegue gerar até 4 milhões de dólares de trading diário, sendo assim, considerado o maior mercado financeiro do mundo, devido ao seu desempenho, além da velocidade e eficiência.

O seu diferencial já começa no próprio slogan: "O seu sucesso é o nosso sucesso", assim desde o princípio a empresa investiu na relação com o cliente, criando para cada pessoa um Gerente de Conta Pessoal, o que permite a melhor comunicação com os clientes, possibilitando que a Trading Point ganhasse uma ótima reputação, pelo fato de ser transparente.

Acreditando na qualidade do serviço como a alma do negócio, a empresa agora irá lançar uma nova marca, XEMarkets.com, criada com o intuito de mostrar os serviços de corretagem online de varejo. Essa é considerada pela empresa como a nova fase da Trading Point, que possibilitará um melhor desempenho no mercado mundial e que atenderá os mais diversificados clientes.

Além disso, a novidade é que todos os novos clientes receberão um Bônus de Primeiro Depósito de 30%, como um presente de boas-vindas, segundo o fundador, Costas Cleanthous.

Por Camila Caetano

Fonte: Marketwire


A noite de ontem, 28 de junho, marcou o lançamento do Anuário Melhores do Brasil, organizado pelo jornal Brasil Econômico. O evento ocorreu no Espaço Rosa Rosarum, na capital paulista. Estiveram presentes representantes das 500 maiores companhias do país e os líderes das 21 premiadas que se destacaram em seus setores de atuação.

A publicação, além de trazer ranking contendo as 500 maiores companhias do país em receita líquida, conta com matérias inerentes a cada setor, entrevistas com os representantes das companhias vencedoras, tabelas contendo informações relativas às 10 primeiras da lista, incluindo os indicadores utilizados para a seleção.

A relação foi obtida com base nos dados compilados pela Austin Rating, considerada uma das maiores agências de classificação de crédito do País.

Para Joaquim Castanheira, diretor de redação do Brasil Econômico, este ranking empresarial veio para reconhecer o trabalho realizado pelas companhias no País, destacando-se as melhores.

“Temos certeza que esta primeira edição será um grande sucesso e servirá como um material de consulta permanente”, disse Castanheira.

Confira a lista dos vencedores, de acordo com a categoria:

  • Bebidas e Fumo: Arosuco.
  • Agronegócios e Alimentos: Cargill.
  • Comércio: Lojas Cem.
  • Bancos: Bradesco.
  • Eletrônico e Tecnologia: Lorenzetti.
  • Construção e Engenharia: Odebrecht.
  • Farmacêutico, Higiene e Limpeza: EMS.
  • Energia Elétrica: AES Eletropaulo.
  • Máquinas e Equipamentos: Weg Equipamentos.
  • Indústria de Transporte: Facchini.
  • Química e Petroquímica: Vale Fertilizantes.
  • Mineração: Vale.
  • Petróleo e Gás: Petrobras.
  • Papel e Celulose: Suzano.
  • Serviços Especializados: Ticket.
  • Serviços de Transporte e Logística: Transpetro.
  • Telecomunicações: Vivo.
  • Serviços Públicos: Correios.
  • Saúde: São Luiz.
  • Têxtil, Confecções e Calçados: Hering.
  • Metalurgia e Siderurgia: Tenaris Confab.

Fonte: Comunique-se

Por Rafaela Fusieger


O brasileiro Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, foi alvo de críticas quando anunciou sua renúncia como cidadão americano, em janeiro de 2011. Na época, Saverin afirmou durante uma entrevista para o jornal The New York Times que ele se considerava um cidadão global, por isso poderia pedir a renúncia sem problemas. Mas, segundo a mídia dos EUA, Saverin teria feito uma jogada para driblar o pagamento de impostos no país.

Agora, após a abertura de capital da rede social, o brasileiro é novamente assunto da imprensa. Com a entrada do Facebook na bolsa de valores, estima-se que Saverin poderá lucrar até US$ 3 bilhões.

Além disso, no dia 17 de maio, o brasileiro foi alvo de críticas por dois senadores americanos. Um deles, o senador Charles Schumer, declarou que é enfurecedor ver alguém vender o país que o recebeu de braços abertos e ajudou-o a enriquecer.

Saverin, que reside em Cingapura desde 2009 (local cuja legislação não inclui impostos sobre ganhos de capital), afirmou que pagará diversos impostos para o governo americano. Além disso, parabenizou Zuckerberg por tornar o mundo um lugar mais conectado.

Fonte: Comunique-se

Por Camila Caetano


O resultado do Tesouro Nacional apresentou um superávit primário nas contas do governo nos primeiros três meses deste ano, alcançando o valor de R$ 33,7 bilhões. Em relação ao mesmo período do ano passado, o valor é 31,3% superior. Os dados foram divulgados na quarta-feira (dia 25 de abril) pela Secretaria do Tesouro Nacional.

No primeiro trimestre de 2011, o valor do superávit das contas do governo ficou em R$ 25,7 bilhões. Entre outros fatores, o resultado verificado nos três primeiros meses deste ano é devido ao desempenho positivo da arrecadação, que apresentou alta de 7,32% em termos reais, um valor recorde.

Até agora, o governo atingiu 34,8% do objetivo do superávit para o ano. O intuito é continuar atingindo a meta do superávit primário, como aconteceu no ano passado.

Unindo-se a meta do superávit de municípios, estados e União, a meta de superávit primário é de R$ 140 bilhões. Este valor deve ser economizado para o pagamento de juros das dívidas do governo. Recentemente, o governo federal anunciou um corte de R$ 55 bilhões nos gastos deste ano.

Fonte: Tesouro Nacional

Por Matheus Camargo


O Índice de Preços ao Produtor (IPP) variou 1,05% em março se comparado a fevereiro, quando o indicador fechou em -0,42%. O nível do IPP foi o segundo mais alto desde dezembro de 2010. Os dados foram divulgados na sexta-feira (dia 27 de abril) pelo IBGE.

Se relacionado ao mês de março do ano passado, o IPP variou 1,37% em março deste ano. Já quando se leva em consideração apenas os três primeiros meses do ano, a variação foi de 0,19%.

O resultado foi impulsionado por 18 das 23 atividades analisadas pela pesquisa. As maiores altas foram sofridas pelos setores de equipamentos de transporte (2,56%), papel e celulose (3,82%), fumo (4,28%) e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (4,7%).

Já em relação ao acumulado do ano, a variação de 0,19% foi influenciada principalmente pelos segmentos de fabricação de máquinas e equipamentos (2,41%), de confecção de artigos de vestuário e acessórios (2,56%), de papel e celulose (3,07%) e de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (6,11%).

Comparando-se com o mês de março do ano passado, a alta de 1,37% ocorreu devido às variações dos seguintes setores: fumo (6,43%), têxtil (-7,07%), bebidas (8,86%) e calçados e artigos de couro (16,4%).

Fonte: IBGE

Por Matheus Camargo


De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) cresceu 4,9% em abril, quando comparado a março. A taxa passou de 122,7 pontos para 128,7 pontos, registrando, então, um recorde da série do indicador, iniciada em setembro de 2005. Os dados foram divulgados na quarta-feira (dia 25 de abril).

O aumento da confiança do consumidor indica que houve melhora na percepção tanto do momento atual quanto dos próximos meses.

O Índice da Situação Atual teve crescimento de 3,8%, saindo de 142,7 pontos para 148,1 pontos. Este indicador também registrou o maior nível da série histórica. Já o Índice de Expectativas teve alta de 5,4%, saindo de 112,2 para 118,3 pontos, nível mais alto desde dezembro de 2007.

Dos itens analisados pelo ICC, o ponto que mede as expectativas dos consumidores quanto à situação econômica local para os próximos seis meses teve o maior destaque positivo. Este item sofreu alta de 8,3%, saindo de 116,6 pontos para 126,3, o mais alto da série histórica. A porcentagem de consumidores que acreditam que o cenário irá melhorar nos próximos meses foi de 30,4% para 37,5%.

Fonte: FGV

Por Matheus Camargo


O Índice de Confiança da Indústria (ICI) registrou alta de 0,3% em abril, segundo dados divulgados na quinta-feira (dia 26 de abril) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O valor do ICI passou de 103 para 103,3 pontos, sendo a quinta alta consecutiva.

O ICI está se recuperando lentamente. Entre dezembro de 2010 e outubro do ano passado, o indicador sofreu uma queda de 12,1%. A partir daí, a taxa foi aumentando, chegando a acumular 2,6% de alta, mas ainda ficando abaixo da média de 106,2 pontos.

Já o Índice da Situação Atual (ISA) apresentou alta de 0,2% em abril, alcançando o patamar de 104 pontos. Este nível é o maior desde julho do ano passado, quando ficou em 107,4 pontos. Na mesma proporção aumentou o Índice de Expectativas (IE), chegando a 102,5 pontos, o mais alto dos últimos nove meses.

O resultado do ISA foi principalmente influenciado pelo item que avalia os estoques na indústria. Já o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) fechou o mês de abril em 83,9%, o mais alto desde julho do ano passado.

Fonte: FGV

Por Matheus Camargo


O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal), divulgado na quarta-feira (dia 25 de abril), demonstrou que a atividade econômica do Brasil ficou estagnada em fevereiro, quando descontados os ajustes sazonais.

De acordo com o estudo, houve crescimento de 2,1% se comparado a fevereiro do ano passado. Apesar disso, o resultado interanual foi menor do que os 2,8% registrados na comparação de janeiro de 2012 e janeiro de 2011. No acumulado dos dois primeiros meses do ano, a alta em relação ao mesmo período do ano passado foi de 2,3%.

O desempenho do setor externo foi o que permitiu que não houvesse retração na atividade econômica de fevereiro. O impulso aconteceu principalmente pelas exportações de bens e serviços, que registraram alta de 3,7% no mês avaliado. Vale lembrar que, em janeiro, o segmento tinha sofrido redução de 7,6%. Por outro lado, as importações sofreram queda de 5,1% em fevereiro.

O consumo do governo aumentou 0,1%. Já o consumo das famílias e os investimentos tiveram retração de 0,1% e 0,2%, respectivamente.

O setor industrial foi o sofreu a maior expansão do mês, com alta de 0,5%. Já o setor de serviços ficou com crescimento de 0,1%. O segmento agropecuário manteve-se com o mesmo resultado.

Fonte: Serasa Experian

Por Matheus Camargo


De acordo com um estudo feito pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o faturamento das empresas do setor fechou o ano passado em R$ 224,3 bilhões. No mesmo período, o lucro líquido teve média de 1,7% sobre o faturamento. Já o número de supermercados em todo o país alcançou 82 mil unidades, crescimento de 1% em relação a 2010.

Avaliando-se o critério de concentração de mercado, as três maiores redes supermercadistas totalizam 47% do faturamento total do segmento. Este índice foi sete pontos percentuais mais alto do que o registrado no ano imediatamente anterior. Por outro lado, se verificar somente os dados dos varejistas do segmento de autosserviço, as três maiores redes do setor somaram 22,2% do total, registrando retração de 3,6% se comparado a 2010.

Apesar dos resultados positivos, as perdas do setor chegaram a 1,9%.

Os consumidores continuam comprando mais em dinheiro, totalizando 36,8% do faturamento. Os cartões de crédito chegaram a 33,7% do total e o de débito somou 16,9%.

Além disso, excluindo-se as três maiores redes supermercadistas, o montante de investimentos no setor fechou o ano em R$ 2,4 bilhões.

Fonte: Abras

Por Matheus Camargo


Trabalhando com um novo preço do barril de petróleo, a Petrobras estima que haverá um reajuste de preços ainda este ano. A afirmação foi dita pela presidente da empresa, Maria das Graças Foster, durante um evento realizado no Rio de Janeiro.

De acordo com a estatal, o preço do barril de petróleo do tipo Brent está em US$ 118,5, mas a Petrobras trabalha com o preço de US$ 119. No plano de negócios da empresa, feito para o período 2011-2015, a estimativa era de que o preço do barril estaria entre US$ 80 e US$ 95. Já o novo plano da companhia, para o período 2012-2016, ainda não foi publicado.

No entanto, a presidente da Petrobras afirma que vai haver aumento de preço do barril de petróleo devido ao novo patamar.

Graça Foster ainda diz que está em tratativas com o governo para o repasse direto ao consumidor, mas o governo pretende segurar o reajuste por medo do impacto que isso terá na inflação. A Petrobras, por sua vez, possui uma política de não repassar as mudanças internacionais para os preços de derivados do petróleo.

Fonte: Reuters

Por Matheus Camargo


O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, disse na segunda-feira (dia 16 de abril) que a instituição pretende investir R$ 58 milhões no setor de infraestrutura. O montante será aplicado neste ano.

De acordo com Coutinho, a aplicação justifica-se pelo crescimento da economia do país, que vem se fortalecendo nos últimos meses e tende a crescer ainda mais no segundo semestre de 2012.

O presidente ainda informou que pode investir até 4% mais neste ano se comparado a 2011.

O BNDES ainda deverá investir R$ 1 bilhão até 2014 para ajudar a desenvolver empresas através dos fundos de private equity, capital semente ou venture capital. Além disso, o banco deverá trazer duas novas opções de private equity neste ano. Atualmente, o BNDES possui 29 fundos de private equity, capital semente e venture capital. O banco ajuda a financiar 199 empresas do país.

Fonte: BNDES

Por Matheus Camargo


O Google apresentou esta semana um balanço com o seu lucro no primeiro trimestre de 2012. De acordo com o documento, o aumento foi de 61%. Mesmo com esse resultado, o valor desembolsado pelos anunciantes por clique apresentou queda pela segunda vez seguida.

De acordo com a companhia, o lucro apresentado até o último dia de março foi de US$ 2,89 bilhões, sendo que no mesmo período de 2011 o lucro foi de US$ 1,8 bilhão.

A receita total foi de mais de US$ 10 bilhões, esse valor representa um aumento de 24% quando comparado ao ano passado.

Com relação ao custo por clique, a queda foi de 12% quando comparado ao ano de 2011, sendo que o último trimestre apresentou uma baixa de 8%.

No mesmo relatório, a empresa afirmou que pretende aumentar, através de uma engenharia contábil, o volume de ações disponibilizadas no mercado, mas os administradores não perderão o poder de voto, pois eles não serão reduzidos.

O objetivo é criar uma nova modalidade de ação onde os donos não terão direito de voto, essas ações seriam negociadas na bolsa eletrônica Nasdaq. Segundo um comunicado oficial da companhia, essa nova abordagem está alinhada com os atuais interesses da empresa.

Por Joyce Silva


O MEI, modalidade de formalização para o Microempreendedor Individual, já atingiu a marca de 500 mil cadastros no Estado de São Paulo.

Segundo dados da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo) e da RFB (Receita Federal do Brasil), das 133.656 empresas que foram abertas entre janeiro e março deste ano, 85.051 estão no MEI. Isso significa 64%. O mesmo período do ano anterior registrou 51%.

O MEI garante aos microempreendedores estar legalizado e poder trabalhar com emissão de nota fiscal e todos os direitos previdenciários, como auxílio doença, licença maternidade e aposentadoria.

Para José Constantino, presidente da Jucesp, os registros do MEI continuarão crescendo até atingirem um nível de estabilização, que deve ser em longo prazo.

O comércio varejista e de artigos de vestuário foram os que mais tiveram adesões no MEI.

Mais informações sobre a inclusão no MEI podem ser consultadas no site www.portaldoempreendedor.gov.br.

Por Natali Alencar


De acordo com um estudo realizado pela Grant Thornton International, os empresários brasileiros estão entre os que sofrem menos estresse.

A Grécia é a primeira da lista com 67%, na sequência estão China, Taiwan e Vietnã, respectivamente com 60%, 57% e 56%. Já o Brasil ocupa a 30ª posição com 19%, bem abaixo da média global de 28%.

Dinamarca, Austrália, Holanda e Rússia são os países com menos empresários estressados nos últimos 12 meses, respectivamente com 6%, 9% e os dois últimos com 13%.

No caso do Brasil, os motivos pelo estresse levantados na pesquisa são: pressão para atingir as metas, conflitos internos políticos e volume de informação.

O estudo também revelou que 42% dos executivos tiram férias para diminuir o estresse.

O estudo é feito há 19 anos e tem como meta levantar informações sobre o cenário econômico global.

Participaram do estudo diretores, presidentes e executivos que foram entrevistados por telefone com ligações de 15 minutos, com exceção do Japão, Filipinas, Armênia, China continental e Índia, onde foram feitas por Correio ou pessoalmente. 

Por Natali Alencar


No dia 10 de abril, terça-feira, a empresa Abril S.A. fez o anúncio de que teve uma receita líquida de R$ 3,15 bilhões no ano passado, em questão de distribuição, mídia, logística e gráfica de todo o Grupo Abril.

O balanço divulgado pela Editora Abril (braço impresso do grupo) mostra que ela teve um crescimento de 9,5% e R$ 2,28 bilhões de receita líquida. Os números foram alcançados graças às publicações das revistas Alfa, Máxima e Contigo, além do crescimento da receita via internet.

No ano passado, houve uma expansão de operações do Grupo Abril, com a compra da Total Express DGB, com o lançamento da empresa Entrega Fácil e com a aquisição da Agência Mídia (que garantiu a expansão no setor de mídia out of home). Além disso, o grupo passou a ser responsável por 100% da Casa Cor (que trata-se do maior evento da América Latina em questão de Arquitetura e Decoração).

Segundo Fábio Colletti Barbosa, presidente executivo da Abril S.A., o crescimento da empresa aconteceu porque houve muito comprometimento e dedicação das equipes em vários setores do Grupo Abril.

Fonte: Comunique-se

Por Guilherme Marcon


O ICS (Índice de Confiança de Serviços) caiu 1% no mês de março de 2012 quando comparado ao mesmo período de 2011. O índice é medido mensalmente pela FGV (Fundação Getúlio Vargas).

O ICS passou para 130 pontos, sendo que em 2011 era de 131,3 pontos. Vale lembrar que em fevereiro esse índice apresentou uma redução mais intensa, de 3,2%.

Segundo o estudo, esse resultado foi influenciado pelas avaliações dos empresários em relação ao momento atual da economia no Brasil.

A pesquisa também analisou o Índice da Situação Atual, que apresentou uma melhora, passou de -8,1% em fevereiro para -2,7% em março, esse foi o melhor resultado apresentado desde o mês de novembro de 2011, quando o índice registrou -1,9%.

O ICS também revelou as previsões para os próximos meses. De acordo com a pesquisa, as expectativas são favoráveis devido à melhora dos resultados apresentados pela atividade econômica. O IE (Índice de Expectativas) teve aumento de 0,3% quando comparado ao mês de março de 2011, esse resultado confirmou as previsões para o período.

Ao todo foram consultadas mais de duas mil empresas, sendo que desse total 52,6% acreditam em um crescimento da demanda. 

Por Joyce Silva


De acordo com um levantamento feito pela empresa Vtex, os celulares, smartphones e tablets são responsáveis por cerca de 10% a 15% dos visitantes de sites especializados em comércio eletrônico. Em 2009 esses dispositivos eram responsáveis por apenas 1% da audiência.

Segundo Geraldo Thomaz, CEO da Vtex, a previsão é que até dezembro deste ano esse percentual cresça ainda mais e alcance os 20%. Um dos responsáveis por esse crescimento será os novos sites móveis que ainda estão sendo criados pelas empresas, sendo que caso esse continue acentuado, em 2013 todos os clientes da Vtex já terão o seu e-commerce para dispositivos móveis.

Outro dado levantado pela empresa foi com relação ao número de conversões. De acordo com Thomaz, o número médio de compras realizadas por smartphones, celulares e tablets são, na maioria das vezes, 30% maior que a média nacional.

A Vtex pretende dobrar o faturamento anual. Em 2011 a sua receita foi de R$ 14 milhões, sendo que para 2012 espera-se um faturamento de R$ 28 milhões. Entre os clientes da empresa estão importantes companhias de comércio eletrônico, como Polishop, Trip Linhas Aéreas, Walmart (único a possuir plataforma mobile), entre outras.

Por Joyce Silva


A empresa Yahoo passa por um momento delicado em suas finanças. De acordo com a própria companhia, cerca de dois mil funcionários serão demitidos, o objetivo é realizar uma economia de US$ 375 milhões.

A iniciativa já era aguardada pelo mercado e faz parte do plano de demissões da empresa. Alguns especialistas analisaram a medida como uma forma desesperada da instituição para manter a sua rentabilidade. O número de demissões equivale a 14% do total de empregados.

De acordo com Scott Thompson, CEO da companhia, esse foi um importante passo dado para a criação de um novo Yahoo, o objetivo é torná-lo mais ágil, lucrativo e melhor equipado, mesmo com uma estrutura menor.

De acordo com Thompson, todos os executivos estão envolvidos no assunto e os esforços para definir as prioridades que sejam mais urgentes estão entre as principais preocupações. O objetivo é sempre colocar os anunciantes e os usuários em primeiro lugar, e para isso estão sendo tomadas medidas agressivas.

O processo de reestruturação do Yahoo começou há algum tempo, outras informações sobre o assunto só devem ser divulgadas no dia 17 de abril, quando a empresa irá divulgar o balanço do primeiro trimestre.

Em 2011, o lucro líquido do Yahoo foi de US$ 1,04 bilhão, uma queda de 14,5% quando comparado ao ano anterior. 

Por Joyce Silva


A empresa Cisco anunciou a criação de um Centro de Inovação na cidade do Rio de Janeiro. De acordo com a empresa, esse será um investimento estratégico no Brasil, que tem como principal objetivo promover a inovação e o desenvolvimento social e econômico no país.

A empresa também falou sobre a importância de investir em iniciativas voltadas para as áreas de TI e de Comunicação. A expectativa é que o investimento total da Cisco chegue a R$ 1 bilhão em quatro anos, sendo que além da abertura do Centro de Inovação, outras medidas serão adotadas.

Entre os objetivos da Cisco estão: investir em algum fundo de Venture Capital que seja voltada para a área de TI, expandir a produção no país, fazer acordos que sejam voltados para a propriedade intelectual, além de realizar parcerias com empresas brasileiras que tenham interesse em investir nessa área.

A previsão é que com a vinda da empresa para a cidade do Rio sejam criados mais de 800 postos de trabalho, levando em consideração os empregos diretos e indiretos, além de criar uma plataforma voltada para o empreendedorismo e inovação.

Fonte: Marketwire

Por Joyce Silva


A balança comercial brasileira apresentou superávit em março deste ano, sendo que as exportações foram US$ 2,01 bilhões superiores às importações no período analisado. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, a alta registrada foi de 29,9%. Este resultado foi o melhor desde março de 2007. As informações foram divulgadas na segunda-feira (dia 2 de abril) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

De acordo com o Ministério, as importações e as exportações bateram recorde de comercialização para o mês de março, sendo que as vendas externas totalizaram US$ 20,9 bilhões. Já as compras de outras nações chegaram a US$ 18,8 bilhões.

Separadamente, o crescimento das exportações foi de 3,5% e das importações foi de 1,7%. Tendo como base o mês de fevereiro deste ano, as exportações cresceram 0,2% e as importações ficaram estáveis.

O recorde também foi apontado na corrente de comércio, que chegou a US$ 39,8 bilhões, registrando alta de 2,6% se comparado ao mesmo mês do ano passado.

Somando-se os três primeiros meses do ano, o saldo comercial brasileiro já atinge US$ 2,44 bilhões, mas ainda apresenta queda se comparado com o primeiro trimestre de 2011. A retração foi de 22,4%.

Fonte: MDIC

Por Matheus Camargo


A pesquisa "Sondagem Indústria da Construção", da Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou que o nível de atividade no setor da construção civil registrou queda em fevereiro. No mês, o indicador ficou no patamar de 49,1 pontos. A retração foi impulsionada pelas pequenas empresas que atuam no segmento. Os dados foram divulgados na segunda-feira (dia 26 de março).

O resultado atingido pela construção civil foi considerado preocupante, já que o indicador varia de zero a 100 pontos e são considerados positivos os valores acima de 50, porque representam atividade acima do comum e previsões positivas para os próximos meses.

O levantamento ainda apontou que, nos últimos oito meses, as empresas de pequeno porte da construção civil ficaram num patamar abaixo de 50. Em fevereiro, elas somaram apenas 46 pontos. As empresas de médio e grande porte apresentaram estabilidade, com índice de 49,9 pontos para as médias e de 9,3 pontos para as grandes.

De acordo com o analista da CNI, Danilo Garcia, deverá haver uma recuperação gradual nos próximos meses, mas a tendência é que as pequenas empresas sofram mais dificuldades nesse processo.

Fonte: Confederação Nacional da Indústria

Por Matheus Camargo


Um estudo da Serasa Experian registrou que a atividade econômica em janeiro sofreu alta de 0,7%, recuperando parte das perdas registradas no segundo semestre de 2011. A taxa ficou acima dos indicadores de novembro e dezembro do ano passado, quando o crescimento foi de 0,4% e 0,5%, respectivamente.

Se comparar com o primeiro mês do ano passado, o resultado de janeiro de 2012 foi mais positivo, tendo crescimento de 2,6%. No entanto, o resultado ainda foi inferior ao registrado durante todo o ano passado, de 2,7%.

A atividade econômica foi principalmente impulsionada pela indústria, que teve alta de 0,7% se comparado a dezembro do ano passado. O setor de serviços ficou em segundo lugar, com 0,5% de crescimento. Já a agropecuária não obteve alta nem queda.

Outro ponto que incentivou a economia foi o crescimento do consumo das famílias. Em janeiro, as famílias brasileiras consumiram 0,9% a mais do que em dezembro.

Fonte: Serasa Experian

Por Matheus Camargo


A Americas Petrogas anunciou recentemente que deu início à primeira etapa de conclusão do poço de xisto chamado Hua.X-1. Tal poço está localizado em um bloco de 250.000 acres em Huacalera, no Vaca Muerta Shale, que faz parte da Bacia de Néuquen, na região oeste da Argentina.

Baseando-se na análise petrofísica do local, a região foi selecionada como primeira zona de interesse a ser trabalhada pela Americas Petrogas. Este local possui 360 pés de espessura e uma profundidade de 12.465 pés, sendo que a espessura bruta é de 1.742 pés no poço.

A região no Vaca Muerta Shale tem aparentemente um grande potencial, conforme informações da análise feita. Mas, além dela, as regiões de Quintuco e Mulichinco também foram selecionadas para serem trabalhadas na sequência e provavelmente deverão ser testadas em breve.

O Presidente e CEO da Americas Petrogas, Barclay Hambrook, disse que a empresa está muito satisfeita com os testes iniciados no primeiro poço de xisto. Além disso, o CEO também mencionou que, tendo em vista os bons resultados, “continuaremos a investir e buscar um programa de perfuração agressivo de até 10 poços adicionais de xisto”. Vale lembrar que estes poços estarão em locais estratégicos, visando o aumento dos blocos de xisto da empresa.

Fonte: Marketwire

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: