China apresenta queda nos seus mercados acionários e grande desvalorização de sua moeda, o Yuan, podendo afetar diversos países.

No começo do ano, houve uma queda nos mercados acionários chineses, um fato econômico que afeta diversas nações, uma vez que a China é a segunda maior potência econômica do mundo. Entenda o que causou a queda.

A economia chinesa está cada vez mais dependente de serviços e não de indústrias como foi por um bom tempo. Essa dependência tem afastado os investimentos estatais, causando uma retração na atividade industrial, intimamente ligada à queda dos mercados.

O dia da queda também foi o primeiro dia que foi implementada uma medida conhecida como Circuit Breaker. Trata-se de uma espécie de mecanismo de defesa contra oscilações do mercado. Quando a bolsa fecha com valores negativos, todos os negócios na Bovespa são paralisados por alguns minutos.  Na China, com uma queda de 5% as negociações foram interrompidas por 15 minutos. No entanto, quando as negociações voltaram a ser feitas, foram registradas quedas ainda maiores.

Outro fator que contribuiu para a queda dos mercados foi a desvalorização da moeda chinesa, o Yuan. Há especulações de que o Banco Central não pretende mais manter o yuan mais valorizado que o dólar.

Conforme as ações caem, os investidores tendem a parar de investir nelas. O efeito é como um efeito dominó, se um deixa de investir, as ações cairão mais ainda e o outro deixará de investir também e assim por diante. O movimento de desvalorização das ações continua, causando consequências.

No cenário brasileiro, a recessão econômica na China pode ter um grande impacto até mesmo para a recuperação de nosso próprio cenário econômico. Investidores vão seguir a tendência de retirar os recursos dos países emergentes, o BRICS, no qual o Brasil está inserido. O mercado brasileiro também é bem aberto, logo a China que antes importava muito material brasileiro, com um recesso econômico diminuirá as importações.

Em questões econômicas é importante ter em mente que, em um mundo globalizado, o que acontece em uma nação, principalmente quando se trata de uma potência grande exportadora e importadora, irá afetar todas as demais nações do globo terrestre economicamente e, consequentemente, socialmente também, uma vez que parte dos recursos econômicos são destinados a investimentos sociais para melhora de vida da população.

Por Isabela Palazzo

Yuan





CONTINUE NAVEGANDO: