Saiba aqui o que é e para que serve a Análise Técnica ou Gráfica.

Nos tempos atuais é cada vez mais comum encontrar pessoas físicas interessadas em investir e atuar no mercado financeiro, seja para trabalho ou para hobby. Para saber trabalhar neste mercado, pequenos e grandes investidores devem ser capazes de analisar gráficos e identificar as oportunidades que o mercado financeiro lhe oferece. Se você tem interesse em atuar nesta área, conheça agora um pouco mais sobre a análise gráfica ou análise técnica, que é o tipo de análise mais utilizada por profissionais e amadores em todo o mundo.

A análise gráfica, também conhecida como análise técnica, é conhecida por utilizar-se das informações que o gráfico de um determinado ativo passa através de um histórico de preços. Para utilizar a análise técnica não é necessário ser conhecedor de questões econômicas, matemática, contabilidade, como a análise fundamentalista – outro tipo de análise utilizada no mercado financeiro e, por isso, requer apenas atenção, treino e conhecimentos sobre tendências, ciclos e padrões de preços.

Através da análise de gráficos, o investidor consegue identificar padrões de preços, tendências do mercado em períodos curtos ou mais longos de tempo, além de linhas de suporte e linhas de resistência, as quais os preços costumam respeitar. Não importa se estamos falando de índices, ações ou commodities, os padrões costumam sempre se repetir e tendem a permitir que o operador se antecipe ao próximo movimento do mercado e tenha êxito em suas operações financeiras.

A premissa mais importante da análise técnica é identificar justamente estes movimentos dos preços, deixando de lado tudo o que está externo ao elemento gráfico, como notícias, economia, política, e outros motivos, embora muitos destes fatores externos tenham o poder de alterar o preço do ativo sem respeitar qualquer padrão ou tendência. Por conta disso, muitos operadores preferem ficar longe das operações financeiras em períodos de notícias ou momentos turbulentos da economia ou política.

Entre os padrões gráficos utilizados pelos investidores que fazem uso da análise gráfica para operar no mercado estão as tendências altistas e baixistas, lateralidade (quando os preços estão laterais, com pouca volatilidade), topos e fundos de preços, pontos de suporte e resistência, entre outros. Também são bastante utilizadas ferramentas que permitem ao analista identificar tendências e os próximos passos do mercado, como as Ondas de Elliot, Pontos de Pivot Gráficos e a Sequência de Fibonacci.

É importante ressaltar, no entanto, que conhecimento em análise gráfica ou técnica não garante ao investidor sucesso em todas as suas operações. Além do conhecimento necessário para operar no mercado financeiro, é imprescindível que o investidor possua outras características particulares fundamentais para se obter sucesso, como paciência, controle psicológico e de risco, além da aplicação correta dos seus conhecimentos na prática.

Por Luana Neves





CONTINUE NAVEGANDO: