Doces em alta nas vendas

Os doces têm um lugar especial na vida de quase todo mundo, desde as crianças mais jovens até os adultos, ninguém dispensa um docinho de vez em quando. É por isso que o setor é um dos que tem mais possibilidades de crescimento, apesar do cenário difícil no país. Entre todas as guloseimas comercializadas, uma das categorias que ganhou mais destaque nos últimos tempos foi a dos candies, que inclui chicletes, balas de goma, confeitos e outras coisinhas açucaradas.

O chocolate sempre foi o queridinho dos brasileiros, mas com as dificuldades econômicas trazidas pela crise está ficando mais difícil consumi-lo e até sua produção anda caindo. Os candies, no entanto, ganham cada vez mais espaço no varejo. No setor de chicletes, por exemplo, o Brasil já está entre os 5 maiores consumidores, com 48,4 mil de toneladas vendidas, de acordo com dados da Euromonitor. Durante os últimos anos a população brasileira experimentou uma melhora de distribuição de renda, que fez com que a classe média aumentasse. Sua consequência foi aumento no consumo de produtos com maior valor agregado, categoria à qual os candies pertencem. Mesmo quando a economia começou a piorar, a família brasileira não abriu mão de seus doces. Como as guloseimas tem um custo razoavelmente baixo, o consumidor nem sempre deixa de comprá-las. Confeitos também devem ganhar destaque na loja já que, durante o período de crise, consumidores farão cada vez mais doces em casa.

Veja também:  Melhores Cidades para Empreender no Brasil


Prova disso é o crescimento identificado por uma pesquisa da Nielsen. De acordo com os dados, a categoria de balas cresceu 9,6% entre os anos de 2014 e 2015. Durante o mesmo período, a categoria de chicletes teve crescimento de 1,8%. Em período de crise em que a tendência é de estagnação, as categorias de candies permanecem firmes nas vendas. Anualmente o setor gera um volume de vendas de 12 bilhões de reais, de acordo com dados da Euromonitor. Com a esperança de que essas vendas aumentem ainda mais, muitos varejistas já começam a investir em candies.

Mesmo com um produto com alta demanda, o varejista deve elaborar uma estratégia para maximizar suas vendas. No caso dos candies, um dos fatores mais importantes para a venda é a exposição. O produto pode ser o melhor do mundo, mas se estiver no lugar errado da loja não atingirá todo seu potencial. Quando for pensar onde deve deixar seus candies, não tenha dúvida: perto dos caixas é o melhor lugar. Essa posição é vantajosa porque incentiva a compra por impulso, quando o consumidor não pensa muito antes de adquirir a mercadoria. Também é importante que os doces fiquem na altura dos olhos tanto de adultos quanto de crianças para chamar a atenção. Tire vantagem de outras áreas da loja que atraiam públicos infantis, como seções de brinquedos e biscoitos. Colocar candies nessas partes pode ajudar a aumentar as vendas, já que o produto estará próximo dos pequenos. A separação dos candies também influencia na estratégia. Tente deixá-los separados em categorias, facilitando a escolha do consumidor. Por fim, é ideal acompanhar as tendências de cada época do ano. Durante o período de festas juninas, por exemplo, confeitos e docinhos temáticos são alguns dos que mais vendem, porém isso não acontecerá na Páscoa ou no Natal.

Veja também:  Pagamento INSS 2018 - Calendário

Confeitos também devem ganhar destaque na loja já que, durante o período de crise, consumidores farão cada vez mais doces em casa. Para atender a essa demanda, a Barion possui uma linha de balas de goma e confeitos que chama atenção principalmente pela qualidade. Investindo nas ferramentas certas de exposição e utilizando os melhores produtos, conquistar o consumidor é tarefa fácil.





Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *