Caixa Econômica vira Segundo Maior Banco do Brasil




Banco teve um aumento no número de ativos no mês de março e se tornou a segunda instituição financeira mais importante do país.

A Caixa Econômica Federal passou a ocupar o segundo lugar no ranking dos maiores bancos brasileiros em ativos. Anteriormente, esse posto era ocupado pelo Itaú Unibanco, agora em terceiro lugar, enquanto o Banco do Brasil permanece na liderança. Essa análise engloba transações feitas com dinheiro, depósitos do Banco Central, empréstimos, títulos públicos e privados, entre outros. O Banco Central utilizou como critério o levantamento de dados de 1.500 instituições financeiras de diversos segmentos.

Com isso, a Caixa obteve um aumento de 3% de ativos no mês de março deste ano em relação a dezembro de 2015, fechando o período com R$ 1, 24 trilhão. Já o Banco do Brasil alcançou o valor de R$1, 44 trilhão em ativos. O Bradesco também subiu no ranking, chegando a R$ 925 bilhões de ativos, ocupando o lugar que antes pertencia ao BNDES, agora em quarto lugar com R$ 923 bilhões.

Veja também:  Diferenças do Dólar Comercial, Turismo e Paralelo

No primeiro trimestre deste ano, a carteira de crédito da Caixa também subiu para 9,2%, segundo seu site oficial, o que representa a soma de R$ 684 bilhões em empréstimos no mês de março. Nesse caso, podem ser incluídos os investimentos em habitação e infraestrutura do país. Essa mudança é decorrente da política de concessão de créditos por parte de bancos públicos. A medida foi disponibilizada a partir do governo do ex presidente Lula e continuada pela presidente afastada Dilma Rousseff.

REDUÇÃO DE LUCRO MESMO COM JUROS MAIS ALTOS

Devido à alta da inadimplência no país, o sistema financeiro teve uma queda de 21% em seu lucro, sendo este o saldo atual de R$18,6 bilhões. Nesse valor não está incluída a correção da inflação superior a 9%, o que teria como consequência uma retração ainda maior, ou seja, de aproximadamente 30%.

Veja também:  Programa IRPF 2018 - Download

Da mesma forma que ocorreu no ano passado, uma a cada quatro instituições financeiras teve prejuízo no primeiro trimestre deste ano, correspondendo a uma perda de 24,5% (em 2015 esse valor era de 23%).

No ranking de maiores lucros dos bancos privados no país, o Itaú registrou o valor de R$ 5. 535 bilhões, ficando em primeiro lugar, seguido do Bradesco R$ 4.113 bilhões e Santander com R$ 1.660 bilhões.

Camilla Cássia.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *