Dólar fechou julho com a maior alta dos últimos 12 anos



Moeda norte-americana encerrou o mês de julho em R$ 3,4247, registrando a maior alta desde 2003.

O dólar no último dia 31/07 conseguiu fechar na Bolsa de Valores em alta e ainda por cima em um valor maior do registrado nos últimos 12 anos, se compararmos com a maior cotação que ocorreu na data de 20/03/2003, que foi no valor de R$ 3,478 e também nesse mesmo mês de março de 2003 foi a última vez que o dólar ficou acima do valor de R$ 3,40.

Nessa última sexta-feira de julho de 2015, o dólar fechou exatamente no valor de R$ 3,4247, que significa uma alta de 1,59% em relação ao valor anterior conseguido na mesma semana. Nesse período notamos um valor de subida que chegou a 2,32% e no mesmo mês ficou em 10,16%, onde temos a maior alta mensal desde o mês de março, época com um aumento de 11,46%, segundo informações da Economatica.



Agora por que estão ocorrendo tantos aumentos nessa moeda?

Primeiro podemos notar que esses aumentos registrados sempre levam em consideração a Ptax (taxa calculada diretamente pelo Banco Central e que aponta a média do preço do dólar em relação à moeda brasileira), que no ano já acumulava uma alta de 28,81% e depois devemos levar em consideração que esse aumento teve a alta pressão em relação à preocupação com a situação fiscal e as questões políticas do Brasil, fora as incertezas que norteiam a intervenção do Banco Central diretamente com o câmbio.



Outra informação bastante considerável é a repercussão com relação ao déficit primário que chegou à cifra de R$ 9,2 bilhões no setor público e que ao mesmo tempo tem o registro de ser o pior da história.

Leia também:  Intenção de consumo das famílias brasileiras segue em baixa

Especula-se no mercado financeiro que da forma que a situação está sendo conduzida é provável que o dólar chegue facilmente na cifra de R$ 3,60 nos próximos meses, fora que os investidores acreditam que o Programa de Interferência do Banco Central vai realizar a rolagem dos swaps cambiais, ou em outras palavras, esses contratos que equivalem diretamente na venda futura de dólares, vão vencer agora no mês de setembro e em um valor estimado de US$ 10,027 bilhões.

Fora tudo isso ainda temos a Bolsa de Valores encerrando o mês do vermelho ao mesmo tempo em que o índice do Ibovespa subiu a marca de 1,94% com 50.609 pontos, mesmo com toda a alta do dólar.

Por Fernanda de Godoi

Dólar

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *