Previsão de inflação sobe e do PIB diminui



O Banco Central divulgou o resultado de uma pesquisa com mais de 100 instituições financeiras onde informa que a estimativa de encolhimento do PIB aumentou, bem como a estimativa da inflação. Vale ressaltar que os dados desse relatório foram levantados na semana passada e divulgados nesta segunda-feira, 09 de março.

Através da pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições foi apurado que a previsão de encolhimento do PIB passou de 0,58% para 0,66%, ou seja, o PIB brasileiro deve sofrer a maior contratação da economia desde 1990. Vale ressaltar que esses resultados vão confirmando o que já é esperado por muitos especialistas: saldo negativo. Essa é nada menos que a décima piora na projeção do PIB projetada pelo mercado.



Além disso, os dados divulgados pelo Banco Central também informam que um cenário de recessão econômica no fim de 2014 e início de 2015 pode ser considerado uma realidade. Para aqueles que não sabem, a chamada recessão técnica é resultado de dois trimestres consecutivos de contração do PIB.

Dessa forma, é evidente que o Brasil está em um cenário econômico extremamente complicado. É importante destacar que enquanto a projeção do PIB diminui para 2015 a projeção da inflação aumenta.



Caso ainda não saiba, a expectativa dos analistas é que a inflação feche o ano acima de 7%. Neste último relatório os analistas subiram a projeção da inflação para 7,77%. Vale destacar que na semana retrasada essa projeção era de 7,47%. É importante destacar que esta foi nada menos que a décima alta consecutiva para a inflação de 2015. Essa pode ser a maior taxa desde 2003, quando a inflação fechou em 9,3%.

Leia também:  Argentina diminui retaliação ao Brasil - Comércio de Alimentos Brasileiros

Um detalhe muito importante é que esta atual projeção da inflação, 7,77%, é um valor acima do teto de metas do governo. A meta central de inflação para 2015 e 2016 é de 4,5%, sendo a tolerância de dois pontos para mais ou para menos. Com isso, o teto da inflação é de 6,5%, sendo assim, o atual cenário inflacionário é bastante preocupante.

Por Bruno Henrique

Infla??o e PIB

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *