Alta dos juros de cheque especial e empréstimo pessoal



O clima da economia brasileira encontra-se em péssimo momento. Há diversos indicadores que mostram que o ano de 2015 será bastante difícil para os brasileiros. Alta do dólar, inflação acima da meta do governo e recessão do PIB, mostram que há muito para ser feito para que a economia do país volte a trilhar bons rumos.

Outro indicador nada animador é o aumento das taxas de juros. Neste mês de março elas voltaram a subir.  



As taxas de juros cobradas pelos bancos que atuam no Brasil referentes a cheque especial e empréstimo pessoal obtiveram aumento no terceiro mês do ano, segundo informa uma pesquisa da Fundação Procon do Estado de São Paulo. Dos sete bancos pesquisados pelo órgão, um aumentou a taxa de empréstimo pessoal e outros dois a do cheque especial.  

No empréstimo pessoal, a taxa média dos bancos estudados na pesquisa foi de 6,02% ao mês, superior ao mês anterior, onde se encontrou em 6,01% ao mês. Nesta linha de crédito para pessoas físicas, a única alteração foi promovida pelo Bradesco, que elevou a taxa de 6,53% para 6,57% ao mês. O que significa variação positiva de 0,61% em relação ao mês de fevereiro.  



Já no cheque especial, a taxa média praticada pelos bancos pesquisados foi de 10,55% ao mês, acima dos 10,5% do mês de fevereiro. A alta mais expressiva foi verificada no Banco Santander que alterou de 12,99% para 13,24% ao mês. Isso representa uma variação positiva de 1,92% em relação à taxa do mês anterior. 

A seguir você pode conferir as taxas de juros praticadas pelos principais bancos em relação ao empréstimo pessoal:

Leia também:  Telefônica deve lançar IPO de ações na América Latina

– Santander: 7,49%;

– HSBC: 7,3%;

– Bradesco: 6,57%;

– Itaú: 6,22%;

– Safra: 5,40%;

– Banco do Brasil: 5,11%;

– Caixa Econômica Federal: 4,04%.

Por causa da alta dos juros, a Fundação Procon/SP alerta os consumidores para terem cautela antes de contratar alguma linha de crédito. Avaliar bem a real necessidade do empréstimo também é algo a ser levado em conta. Caso precise fazer um empréstimo, é importante comparar as taxas cobradas pelos bancos que atuam em sua localidade.

Por William Nascimento

Juros

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *