Dólar atingiu R$ 3,00 e fechou em R$ 2,98 em 4 de março



Nesta quarta-feira, 04 de março, o dólar subiu e alcançou a marca dos R$ 3,00. Em mais de dez anos, este comportamento não aparecia. Uma das razões para este comportamento fora dos últimos padrões estabelecidos foi a rejeição da Medida Provisória de desonerações tributárias. Esta medida foi vetada pelo Presidente do Senado.

Desde agosto de 2004, o dólar vinha se mantendo em um patamar inferior aos R$ 3, no entanto, ontem a moeda alcançou R$ 3,0010, maior média registrada desde 18 de agosto de 2004. A moeda fechou com uma alta de 1,8% e sendo cotado a R$ 2,9807.



A rejeição da Medida Provisória 669 ocorreu na sessão de terça-feira, quando o Presidente do Senado, Renan Calheiros, afirmou que não poderia adotá-la, pois esta não cumpria os preceitos da Constituição. Após a negativa, o Governo substituiu a medida com uma Lei de urgência assinada pela Presidente Dilma Rousseff. Com o resultado negativo da Medida Provisória, fica ainda mais difícil o ajuste das contas do Governo.

A alta do dólar era quase uma certeza, visto as complicações em termos econômicos que o país está vivendo, agora, com as divergências dentro do âmbito político, será uma tarefa bastante árdua colocar a moeda estrangeira no patamar adequado para a realidade brasileira.



O cenário é bem complexo. Com as contas públicas em desordem, a situação crítica da economia, o nível do dólar subindo e uma inflação chegando a níveis superiores de 7% já neste ano, está cada vez mais complicado conseguir colocar a situação econômica brasileira nos eixos novamente.

Os problemas não se resumem às meras formalidades do mercado financeiro, este crescimento da moeda norte-americana interfere diretamente na vida do povo brasileiro. Além de colaborar com o aumento da inflação, este comportamento do dólar diminui o poder de compra da população. Se antes, este poder já vinha manifestando uma queda preocupante devido ao aumento das tarifas de energia, combustíveis, água e demais, agora, ele está mais baixo ainda por causa da alta da moeda estrangeira. Isso se explica ao ver que com o aumento dos níveis do dólar, o preço de produtos importados irá subir, um deles é o trigo. Com certeza, a chegada desta moeda aos R$ 3, causará a elevação dos preços dos derivados do trigo. Além do cereal, os produtos fabricados no exterior também terão os seus preços reajustados assim como os preços dos itens de supermercados, sendo repassado para os seus clientes o ônus pelo aumento do dólar.

Leia também:  Comércio Eletrônico Cresce 30 % e movimenta 2,6 milhões

Pode-se perceber que o comportamento da moeda americana, influência diretamente os aspectos econômicos do nosso país, e reflete-se, principalmente, na nossa população.

Por Melina Menezes

D?lar

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *