Setor de serviços apresentou crescimento em setembro de 2014



Com uma recuperação surpreendente, o setor de serviços apresentou alta das atividades e dos ganhos e mostrou uma ótima recuperação em setembro, ritmo considerado o melhor dos últimos três meses. Mas embora o otimismo esteja cauteloso, a quantidade de novos negócios tende a continuar a subir.

De acordo com o Índice de Gerentes de Compras (PMI) divulgado no início de outubro os serviços subiram de 49,2 pontos em agosto para 51,2 pontos em setembro. Desde janeiro o índice não ultrapassava os 50 pontos.



Um dos melhores desempenhos foi registrado no setor de hotelaria, com a criação de novas vagas e oportunidades. Já o setor de Aluguéis e Atividade de Negócios teve uma leve queda.

A pesquisa entrevistou pessoas que apontaram as eleições como influência positiva, possibilitando e ajudando a aumentar o volume de novos negócios e acelerar o crescimento.



Outros setores que também registraram bons resultados, e novos trabalhos estão ligados no setor de Transporte e Armazenamento.

O nível de funcionários contratados no setor de serviços brasileiro permaneceu bastante estável, porém o índice que verifica o número de pessoas registrou um índice considerado o segundo mais fraco desde fevereiro de 2013.

Os insumos aumentaram e confirmaram a tendência dos últimos sete anos, embora o custo tenha sido repassado ao produto final, não houve pressão inflacionária, o que manteve tais percentuais enfraquecidos.

Mas o cenário ainda pode melhorar, já que apenas cinco por cento das empresas consultadas indicaram estarem otimistas com o cenário atual, com a conquista de novos clientes e previsões de lucros para o próximo ano.

De acordo com economista-chefe do HSBC, André Lóes, apesar de estar havendo uma expansão na atividade e também nos novos negócios, a moderação nas subcategorias de preços e valores bem como a frágil e delicada confiança podem indicar uma persistência do crescimento sem muito entusiasmo. Novas vagas tende a ser abertas nos próximos meses confirmando as previsões.

Leia também:  Recuperação Econômica Mundial continuará desacelerada

Por Vivian Schetini

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *