Dólar registra alta com a possibilidade de Dilma Rousseff ganhar as eleições




Desde o final do ano de 2008 não se via uma alta tão considerável do dólar, a moeda disparou e a vantagem foi de 2% sobre a moeda brasileira, o real. Esse aumento foi registrado na última segunda-feira, 29 de setembro.

Segundo a pesquisa realizada pela Datafolha, a atual Presidente do Brasil e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, está tomando a dianteira na corrida presidencial. Isso provavelmente causa a reação do mercado e por consequência o aumento do dólar.


No final de sexta-feira, 26 de setembro, a Datafolha registrou que a candidata Dilma Rousseff estava obtendo uma vantagem significativa já no primeiro turno, conquistando praticamente o dobro das intenções de voto de Marina Silva, candidata do PSB. A mesma situação foi encontrada na pesquisa para as intenções de voto no segundo turno, Dilma novamente possui uma boa vantagem sobre Marina Silva. Como a Presidente está desacreditada nos mercados financeiros internacionais, a tendência é que se ela continuar aumentando a sua margem de votos, a moeda americana continue aumentando o seu valor e que alcance níveis bem altos. No mesmo dia, ouve um boato de que uma revista de grande circulação revelaria detalhes sobre um suposto escândalo cujas consequências seriam desastrosas para uma possível reeleição. Essa reportagem iminente resultou na queda do dólar perante o real. Entretanto, como essa matéria não chegou a ser publicada, o mercado se decepcionou e a moeda do Tio Sam voltou a subir.

Veja também:  Diferenças do Dólar Comercial, Turismo e Paralelo

A alta no dólar, além de causar incerteza econômica a nível mundial, afeta diretamente o mercado brasileiro, caso seja necessário, o Banco Central poderá intervir para que o impacto sobre a inflação seja controlado. Essa intervenção, obviamente, é vista com cautela pelo mercado, entretanto, sabe-se que essa intervenção no mercado não será suficiente para que o dólar volte a operar em baixa como estava antes no patamar de R$ 2,20 ou R$ 2,25.

Por Melina Menezes


D?lar em alta

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *