Princípios para o Investimento Responsável



Investir com responsabilidade é tendência no mercado e não se limita à escolha de instituições idôneas e éticas. A maneira como o operador age no mercado também é fundamental para que o investimento permita, de fato, o desenvolvimento econômico da sociedade.

Sobre isso, Maria José Pereira, ex-diretora do Banco de Investimentos Brown Brothers Harritman, afirma que o trading (comprar e vender aproveitando-se de uma anomalia do sistema) é uma postura tóxica. Assim, ela defende que não se deve buscar o lucro rápido e fácil, mas montar carteiras baseadas em operações de longo prazo, pois no investimento deve-se levar em conta uma responsabilidade moral.



Nesse sentido, a ONU propõe desde 2006 seis princípios para o Investimento Responsável, que podem ser lidos na íntegra aqui. Essa preocupação tem em vista o fato de que esses investimentos responsáveis podem deixar de ser alternativos e se tornarem o negócio principal das grandes corporações.

A estimativa da consultoria Robeco and Booz & Company é de que até 2015 esse tipo de aplicação deva acumular US$ 26,5 trilhões.



Por Christiane Suplicy Curioni

Leia também:  GM - Investimentos no Brasil

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *