Matriz Insumo-Produto – Pesquisa para verificação econômica é realizada em Mato Grosso



O Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) juntamente com a UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) utilizaram-se de uma ferramenta que apoia o planejamento de políticas públicas, chamada Matriz Insumo-Produto de Mato Grosso, que permite fazer a verificação dos setores influentes, geradores de produção/renda/emprego. É o que informa o site www.sonoticias.com.br.

Margarida Garcia de Figueiredo, professora da UFMT (Faculdade de Economia do Mato Grosso), é quem coordena a pesquisa. Ela afirma que este tipo de trabalho faz a avaliação das atividades econômicas de Mato Grosso e confirma sua importância.



São retratados no estudo os setores fundamentais para a economia do Estado. Apesar da economia de Mato Grosso apresentar como característica a dinamicidade, este trabalho permite identificar certos indicadores, como o de renda, produção e fazer um registro dos gargalos econômicos do Mato Grosso.

Para fazer a verificação destes setores, a pesquisa faz uso de índices que apontam as atividades que mais interagem (compra/venda) com outros setores.



A pesquisa é fundamental para fazer o mapeamento da região e mostrar quais são as atividades na economia do Mato Grosso, que exercem grande representação. O trabalho ainda permite apontar segmentos/setores que podem sofrer grande exploração, e que por hora este fato ainda não tenha ocorrido.

De 78 setores, 36 apresentaram estar acima da média, sendo assim, são considerados importantes por apresentarem poder de demanda, ou seja, adquirem muitos produtos de outro setor, considerando que: índice maior que um = setor avaliado acima da média.

Sendo assim, a Matriz Insumo-Produto de Mato Grosso, mostra-se uma importante ferramenta para mapear economicamente a região. 

Por Mônica Palácio

Leia também:  Economia Mundial - Retirada de Incentivos Fiscais - Cuidados

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *