CNI – Investimentos na importação brasileira





Os problemas relacionados à falta de competitividade da indústria nacional são salientados há meses. A invasão de produtos chineses, por exemplo, preocupa inúmeras associações, tanto que por diversas vezes uma delas, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), levou ao conhecimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua equipe econômica as principais dificuldades enfrentadas pelo setor, bem como os prejuízos e as possíveis soluções.

O dólar em baixa só favorece os importadores. Entretanto, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) promete liderar um grupo de trabalho constituído basicamente pelo setor empresarial e pelo governo no intuito de estimular avanços na política de defesa comercial das mercadorias nacionais.

Veja também:  Previsão de Inflação e PIB no Brasil em 2019



Satisfeito com as primeiras deliberações, Robson Braga de Andrade, presidente da CNI, enxerga a iniciativa como crucial componente de competitividade ao segmento industrial, pois uma sugestão, de se adotar dumping provisório, abrevia consideravelmente o tempo de denúncia de práticas desleais, análise e penalização. Atualmente, ressalta, esse processo demora cerca de dois anos, período em que a concorrência pode muito bem empregar para aumentar o volume de exportações.

Assim como é pedido aos fabricantes de produtos nacionais, Andrade almeja que a Receita Federal e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) fiscalizem as mercadorias estrangeiras, atentando-se para as especificações técnicas de cada artigo.


Veja também:  Previsão de Inflação e PIB no Brasil em 2019

Enfim, uma boa notícia à indústria brasileira: após muitos meses de poucas resoluções e deslealdades, o governo decide se aplicar mais no assunto. O empresariado deve ficar bastante atento para que o tema não “escorregue” e fuja entre os dedos.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *