Economia: México pretende estreitar relações com o Brasil



Um dos focos econômicos da atualidade, a nação brasileira experimenta a sensação de, juntamente com a China, Rússia e Índia, liderar o crescimento do planeta. Os quatro países, formadores do que se denomina BRIC, apresentam números diferentes entre si, porém importantes para a região que os cerceiam.

Os investimentos feitos por empresas nacionais e estrangeiras comprovam o posicionamento brasileiro. Mesmo assim, um caminho longo tem de ser percorrido para todas as desigualdades socioeconômicas cessarem por aqui – se é que um dia isso acontecerá.



O México, que também tem conquistado bom dados, pretende se aproximar do Brasil. Essa é a concepção de José Gerardo Traslosheros Hernández, cônsul-geral mexicano. Em evento ocorrido na semana passada, enfatizou que o Brasil será, até 2020, uma das cinco maiores potências globais, com o México já integrando os chamados BRICs.

Para tanto, Hernández prevê estreitamento de relações entre ambos os lados, sobretudo nos ramos petroquímico, aeroespacial e tecnológico.



Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa

Leia também:  Autonomia do Banco Central - O que afetaria na vida dos brasileiros?

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *