BC – Henrique Meirelles – Autonomia para Fixação de Juros



Insatisfeita com as recentes declarações de Henrique Meirelles, presidente do Banco Central, a presidente eleita, Dilma Rousseff, parece mesmo inclinada em não renovar a atuação da autoridade junto à instituição a partir do ano que vem. Luiz Inácio Lula da Silva parece também não ter gostado de algumas palavras do líder do BC.

Em evento realizado no início desta semana na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Meirelles afirmou que almeja terminar o mandato de Lula à frente do BC no intuito de zelar pelo equilíbrio macroeconômico do Brasil. Em dado momento, afirmou que emitirá informações sobre seu futuro numa ocasião ideal – provavelmente após a famigerada reunião com Dilma.



Procurando justificar seu ponto de vista sobre a condição de permanecer no cargo desde que o BC tenha autonomia para fixar juros, Meirelles afirmou que ao receber o convite de Lula para dirigir a instituição, em 2002, esse requisito foi negociado. De acordo com a Band Online, o presidente do BC afirma ser esse o ponto importante para a condução da política monetária atual, pois o Brasil conseguiu manter a inflação dentro da média, questão favorecedora, inclusive, à própria atividade econômica.

Por enquanto não há uma data certa para o encontro entre Meirelles e Dilma. Certamente ocorrerá daqui a poucos dias.



Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  Autopeças - Redução nas taxas de importação

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *