Abramat – Pedido para Manter a Isenção do IPI em 2011



Por vezes apelativos e em muitas ocasiões tendenciosos em somente ilustrar propostas dignas de candidatos à sucessão presidencial, Dilma Rousseff (PT), ex-ministra-chefe da Casa Civil, e José Serra (PSDB), ex-governador de São Paulo, procuram salientar diversos pontos de vistas sobre temas distintos, ao mesmo tempo em que destinam parte de suas agendas para contato com eleitores e setores empresariais.

Nos últimos dias, a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) recorreu a ambos para pedir que a exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), estimada para finalizar em dezembro próximo, continue em 2011. Além desse pedido, a entidade almeja isenção permanente e total da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e do Programa de Integração Social (PIS) para as mercadorias.



Para Melvyn Fox, presidente da Abramat, não se terá um posicionamento definitivo antes do decisivo 2º turno, porém, entende-se que existe certa sensibilidade por parte do governo vigente – em adotar o pedido.

O requerimento não é elucidado ao acaso. Segundo o portal de notícias G1, o ato de construir é uma atividade esquematizada, com prazo de execução mais extenso, e o consumidor não deve recorrer às lojas nos 45 minutos do segundo tempo para fazer bom proveito dos últimos dias da exoneração do IPI.



Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  Brasil - Crescimento da Economia em 2011

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *