Créditos Empresariais apresentaram Queda em Setembro de 2010



O famigerado assunto endossado pelo governo, maior acesso ao crédito, não manteve o mesmo crescimento observado há dois meses. Estudo enunciado em 20 de outubro pela Serasa Experian assinala que a procura por crédito a partir das empresas brasileiras arrefeceu 3,7% em setembro em comparação a agosto.

A instituição avalia que o efeito calendário, ou seja, menos dias úteis no mês passado, foi vital para a queda do indicador, que de outubro em diante não deverá apresentar uma reviravolta na tendência positiva. Apesar desse decréscimo, em comparação a setembro de 2009, a demanda empresarial por crédito alcançou 5,1%, com acumulado anual 7,4% acima da constatação indicada no período igual de um ano antes.



Todas as unidades federativas brasileiras registraram tombo, porém o Norte do país foi a região com o maior percentual, de 8,2%, diferentemente do Sul, que obteve a variação menos ampla, de -3,1%.

As micro e pequenas empresas, de acordo com o portal de Economia Terra, foram as que mais decresceram nessa busca, com percentual negativo de 3,8%, dessemelhante da percentagem diagnosticada entre as grandes empresas, que arrefeceram somente 0,4%.



Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  Anuário Melhores do Brasil 2012 - Jornal Brasil Econômico

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *