Economia Brasileira está propícia para Consumidores contraírem novas Dívidas





O cenário econômico brasileiro é considerado por muitos, inclusive pela equipe do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como um dos melhores do mundo. Com base em informações do Produto Interno Bruto (PIB), do número de vagas formais criadas ao longo de 2010 e também do maior poder aquisitivo da população, cada discurso visa elucidar à população o quanto ela pode se manter otimista.

Guido Mantega, ministro da Fazenda, consentiu nas últimas horas que existe vazão para as famílias tupiniquins se endividarem, pois os consumidores estão entre aqueles com os menores índices de endividamento em todo o mundo. Apesar dessas palavras, afirmou que não aguarda, sinceramente, aumento na contração de dívidas, mas que essa condição ilustra existir potencial para incremento, com segurança e responsabilidade.

Veja também:  Previsão de Inflação e PIB no Brasil em 2019



Para afastar qualquer ideia pessimista, de acordo com o portal de notícias G1 Mantega asseverou não endossar ampliação do endividamento, mas que as famílias do Brasil têm em seu favor espaço suficiente para, por exemplo, endividar-se ao adquirir um imóvel. Mesmo assim, não crê na formação de bolha imobiliária no país, diferentemente do ocorrido nos Estados Unidos.

Por Luiz Felipe T. Erdei




Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *