Indústria – Capacidade instalada – Queda em Agosto de 2010



O mercado brasileiro apresentou-se bastante movimentado na última terça-feira devido aos ajustes emitidos pelo país sobre as taxas de ingresso de capitais, ou seja, Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) – de 2% para 4%. Na medida em que a iniciativa pouco surtiu efeito – o dólar voltou a cair –, outros temas vieram à tona, pelo menos referente ao Brasil.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI ) revelou que a utilização da capacidade instalada na indústria arrefeceu 0,2%, para 82,3% entre julho e agosto (com dados dessazonalizados), configurando, portanto, o quarto mês consecutivo de queda. Além dessa contração, houve diminuição no faturamento real das empresas de um mês para o outro, de 0,3%.



Diferentemente dessa tendência, segundo a agência de notícias Reuters o emprego pelo setor aumento 0,8% em agosto, o quarto mês consecutivo de avanço. Mesmo com esse diagnóstico em mãos, a CNI pondera que a massa salarial apresentou contração de 3%, ilustrando que apesar do ambiente de forte dinamismo no mercado de trabalho, não há pressões salariais na indústria.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Leia também:  Guido Mantega acredita que PIB brasileiro aumente 5% este ano

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *