Economia – Grande Tensão entre Nações – Desvalorização de moedas


Com temores de uma nova crise econômica, se não como a vigente entre 2008 e 2009, autoridades políticas e monetárias internacionais tem procurado adotar medidas para extirpar qualquer possibilidade nesse sentido e nutrir, em contrapartida, bom desempenho econômico entre os países. Henrique Meirelles, presidente do Banco Central brasileiro, por exemplo, está bem atento a movimentos dos Estados Unidos, o qual enxerga como benéfica aos norte-americanos, porém prejudiciais às economias emergentes.


Leia mais: Estados Unidos – Preocupações com Desequilíbrio Econômico


Guido Mantega, ministro da Fazenda, relacionou na semana passada existir uma guerra cambial em nível internacional, discurso dissonante das pretensões e análises exprimidas por Robert Zoellick, presidente do Banco Mundial, que afirmou na última segunda-feira, 4 de outubro, não aguardar impasses de câmbio globais.


Apesar desse pensamento, segundo o portal de Economia Terra Zoellick observa, sim, elevação das tensões entre as nações na medida em que buscam angariar vantagem competitiva a partir da desvalorização de suas moedas.


Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  Economia Brasileira - PIB cresce no 2º trimestre de 2010

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.