Investimentos Estrangeiros em Bancos brasileiros





O colapso financeiro global ocorreu justamente num período em que o Brasil começava a apresentar bons números econômicos em determinadas áreas. Várias ações, uma delas a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aos segmentos de linha branca e de veículos automotores, por exemplo, contribuíram para o país suplantar as principais dificuldades do período.

Uma constatação emitida na última quinta-feira pelo Banco Central avalia que o interesse de investidores estrangeiros no sistema de bancos brasileiro pouco foi comprometido na crise. Relatório de Estabilidade Financeira emitido pelo BC assinala que do total de 22 aprovações realizadas entre 2006 e 2010 para a composição de novas instituições bancárias, oito provieram do exterior.

Veja também:  Pagamento de Boletos em Qualquer Banco



A região que melhor respondeu aos números exprimidos anteriormente foi a Europa, com cinco bancos, seguida pela Ásia, com outros dois, e por último o México, somente com um. Segundo o BC em matéria veiculada pelo portal de Economia Terra, além de evidenciar a importância dada ao sistema bancário do Brasil, os números assinalam que a crise foi distinta entre as principais instituições globais.

Pelo relatório, quatro bancos do país possuem agências em mais de um local fora dos limites tupiniquins, como, por exemplo, na Argentina, na Bolívia, na Espanha, nos Estados Unidos, no Uruguai e nas Bahamas.


Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *