Economia Brasileira – Crescimento do Crédito



A demanda interna de consumo está aquecida na economia brasileira, os níveis de produção da indústria, embora com pequenas oscilações, se mantém em um patamar alto, a oferta de empregos formais vem crescendo e se mantendo e o cenário da economia brasileira neste momento é extremamente favorável e uma das alavancas que impulsionam a roda girando, com certeza vêm crescendo e é em grande parte responsável pelo RPM da economia brasileira estar em um nível alto é o crédito. Tanto assim que o Banco Central elevou a sua projeção de crescimento do crédito no Brasil neste ano de 20% para 22%, tendo o estoque acumulado de crédito nos oitos primeiros meses deste ano atingido uma expansão de 19,2%.

Somente no mês de Agosto o total de crédito disponível pelo sistema financeiro cresceu 2,2%, totalizando um volume de R$ 1,583 trilhão injetados na economia, chegando quase a metade do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro (algo em torno de 46,2%). Conforme as informações do BC a inadimplência, o fantasma que assusta um cenário de crédito de fácil acesso, caiu no mês de Agosto ficando em 4,8%, o que não só indica que está se contratando mais crédito, mas se está fazendo isso com mais qualidade, pois o cenário econômico permite honrar os compromissos assumidos.



Os juros apresentaram uma pequena queda. A taxa média caiu de 35,4% para 35,2% assim como a taxa média cobrada das pessoas físicas que ficou em 39,9%. Já para as empresas, as chamadas pessoas jurídicas a taxa média de juros teve um pequeno aumento passando de 28,7% para 28,9%.

Por Mauro Câmara



Fonte: Economia UOL

Leia também:  Investimentos Estrangeiros no Brasil - Janeiro registra Queda

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *