Santa Clara assume clientes da Santa Helena Hapvida em Pernambuco



Com estimativa de crescimento acima da média nacional – a taxa prevista do PIB alcançará os 7,32% ao ano contra os 5,25% do Brasil, nos próximos cinco anos –, Pernambuco tem ganhado destaque entre os investidores brasileiros. Na área da saúde privada, por exemplo, entre aquisições e arrendamentos de planos de saúde e unidades hospitalares e clínicas, a região do Grande Recife já movimentou cerca de R$ 500 milhões, nos últimos três anos. Para reforçar este cenário, a grande novidade é a transação feita entre o Grupo Fernandes Vieira (GFV) e a OPS Planos de Saúde S/A, conhecida no mercado pernambucano como Santa Clara Planos de Saúde – uma empresa Hapvida Saúde.

A partir de 1º de outubro, a Santa Clara assume a carteira de clientes da Santa Helena, operadora de saúde que pertencia ao grupo pernambucano GFV, pioneiro na medicina de grupo no Estado. O contrato aprovado pela Agência Nacional de Saúde (ANS) registra a transferência total e voluntária da carteira de beneficiários da Santa Helena para a Santa Clara/Hapvida.



Com uma tradição de mais de 45 anos e a posição de maior prestador de serviços médicos e hospitalares em Pernambuco, o Grupo Fernandes Vieira passa a Santa Helena para a Santa Clara, mas segue com forte atuação no setor de core business, uma vez que continua no comando dos hospitais Santa Joana e Memorial São José, referências em Recife e que, inclusive, passam atualmente pelo processo de acreditação internacional da Joint Comission International (JCI). No entanto, com o repasse da carteira, o GFV – que já é destaque no segmento de agribusiness, como maior produtor de camarão do País – passa a intensificar ainda mais suas atividades nesse setor, com as empresas Atlantis e Aqualider Maricultura.

Leia também:  Ações da Seabras na Bolsa de Valores

A preocupação do Grupo na transferência da Santa Helena, uma carteira exclusivamente corporativa, foi manter, de forma adequada e continuada, a assistência aos usuários da Operadora de Saúde. Desta forma, a escolha da Santa Clara, braço do Hapvida em Pernambuco, não foi ao acaso. Ao eleger a Santa Clara, o GFV busca manter os serviços de alto nível, dentro de um modelo de gestão reconhecidamente profissionalizado no setor saúde, com a segurança de negociar com uma empresa sólida, com base nas regiões Norte/Nordeste e a única da região com representatividade nacional no setor de saúde.



Além da transferência da carteira de clientes, o acordo também prevê o arrendamento de dois hospitais – sendo um no Recife e outro no Cabo de Santo Agostinho –, uma unidade avançada com urgência e ambulatório no município de Paulista e três clínicas distribuídos entre Recife – nos bairros da Boa Vista e Imbiribeira – e Olinda – no Bairro Novo. Assim, a Santa Clara contará com 6 hospitais, 16 clínicas, 4 PAs e 1 laboratório com 10 postos de coleta.

A junção da infraestrutura das duas operadoras dará aos usuários Santa Helena e Santa Clara a maior rede preferencial de atendimento médico e hospitalar de Pernambuco, já a partir do dia 1º de outubro. A modernidade dos serviços tecnológicos da Santa Clara, também maior operadora do Estado, com mais de 170 mil usuários, que garante comodidade, segurança e agilidade, também estará à disposição dos clientes da Santa Helena.

Por: Alexandre de Souza Acioli

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *