Crise Financeira Mundial – Atualidade

Enfatizada em vários meios de comunicação como um mal em evidência, a crise financeira mundial ainda é sentida e observada em inúmeras nações pelo globo terrestre. Apesar de Brasil, China e Índia, integrantes do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), por exemplo, proferirem ambiente positivo, nações desenvolvidas enfrentam sérios impasses envoltos em questões primordiais, como é o caso do alto índice de desemprego.

Para Axel Weber, membro do Conselho Executivo do Banco Central Europeu, o colapso econômico ainda não teve seu fim e as necessidades de aperfeiçoamentos regulatórios precisam inibir que as instituições bancárias sejam grandes o suficiente para quebrar. Em breve matéria descrita pelo portal Economia Terra, pondera que na verdade 2010 não é o primeiro ano pós-crise, mas o quarto período dela.

Um pouco mais pessimista em comparação a inúmeras autoridades políticas brasileiras e outras estrangeiras, Weber afirma que o risco moral está atuante no sistema financeiro, na atualidade. Mesmo assim, acredita que os bancos até podem falir, mas esse fato precisa ocorrer de maneira organizada – provavelmente para essa falência não incidir tão negativamente como o ocorrido com o Lehman Brothers, em 2008?

Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  IBC-Br - Crescimento em Setembro de 2010

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.