Atividade Industrial em São Paulo deverá crescer em 2010



Ao setor industrial paulista foi estimado crescimento de 15% para 2010, avaliado com base inicial em acordo com o desenvolvimento positivo da economia. Entretanto, Paulo Francine, diretor do Departamento de Pesquisa e Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), anunciou nas últimas horas que o Indicador do Nível de Atividade (INA) deverá se aproximar de 11%, algo que técnicos da entidade ponderam como consequência da compressão da esfera econômica entre abril e junho.

Em termos percentuais, o Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre deste ano incidiu negativamente à indústria paulista, que em junho decresceu 0,6% em confronto direto a maio, com ajuste sazonal, e 0,3%, sem o devido tratado. Segundo Francine em reportagem divulgada pelo Estadão, mesmo se a economia brasileira melhorar seu ritmo de crescimento dificilmente o indicador conseguirá ultrapassar o percentual recentemente revisado.



A atividade da economia, de acordo com prerrogativas emitidas pelo Ministério da Fazenda, deverá contribuir para crescimento do PIB a aproximados 6,5% em 2010. Mesmo assim, Francine indica que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) no Estado de São Paulo chega a níveis cômodos, pois entre junho e julho o percentual caiu 0,3%, conquistando na atual avaliação 81,5% com ajuste sazonal.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Leia também:  IPC (SP) apresentou Crescimento na 2ª Quadrissemana de Outubro de 2010

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *