BNDES crê em dificuldades na exportação



A crise europeia teve origem na dívida grega, problema que se arrasta há semanas por todo o bloco Europeu. As bolsas de todo o mundo sofrem oscilações diárias, ora denotando princípios positivos, ora negativos. O Brasil, emergente de grande referência da atualidade, parece preparado para enfrentar essa complicação, segundo as principais autoridades do país, embora alguns, entre eles Henrique Meirelles, acreditem na possibilidade de dificuldades na exportação.

Luciano Coutinho, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), avalia que o Brasil não passará incólume pela crise, sobretudo no já mencionado setor de exportações, correspondente, ao Brasil à Europa, por 33% do comércio exterior.



Coutinho ressalta que o colapso europeu é inquietante e que já dá sinais negativos ao mundo. Juntamente a esse fator, o presidente do BNDES crê que outro, também já mencionado por especialistas nacionais e estrangeiros, tem de ser levado em consideração: desenvolvimento acelerado do país, que poderá acarretar superaquecimento e geração de bolhas econômicas.

Aparentemente, um discurso pauta outro. Chegará um momento em que as análises serão tão completas que uma solução ideal para o Brasil, inclusive nas exportações, virá à tona. Agora, é só aguardar o comportamento do mercado europeu e como a nação brasileira se comportará.



Leia mais no UOL.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *