Crise Européia pode Afetar Exportações do Brasil



A crise financeira mundial do biênio 2008-2009 deixou muitas lições para as futuras gerações, pois parece que o entrave de 1929, quando a bolsa de valores de Nova York quebrou, foi esquecido parcialmente. Nos poucos meses após o embate global, porém, alguns países não fizeram sua lição de casa, segundo alguns analistas, entre eles a Grécia, que em virtude de sua dívida obrigou a União Europeia a conceder empréstimo bilionário para manter o bloco europeu mais estável, confiável.

Apesar de algumas autoridades brasileiras acreditarem que a crise de lá afetará o Brasil de alguma maneira, Henrique Meirelles, presidente do Banco Central (BC), admite que as exportações do país, sim, poderão ser afetadas, embora o órgão deva elevar a previsão de crescimento a 2010, que atualmente margeia o percentual de 5,8%.

Veja também:  Fechamento da Wendy's no Brasil


Meirelles assegura que a nação brasileira está mais preparada para enfrentar o percalço europeu, apesar de acreditar, infelizmente, que algum impacto gerado lá deverá ser sentido por aqui – por enquanto, somente nas exportações. Como forma de apaziguar qualquer especulação negativa, o líder do BC garante que a entidade possui as ferramentas cabíveis para um possível enfrentamento.

Questionado sobre um superaquecimento no Brasil, Meirelles assegura já existir comprometimento por parte da nação em manter a meta inflacionária como medida de controlar o crescimento acentuado do país.



Fonte: G1

Por Luiz Felipe T. Erdei

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *