Banco Mundial alerta sobre Perigos no Aquecimento da Economia de países da América Latina


A América Latina, com alguns países se destacando mais em relação a outros, consegue, aos poucos, obter números econômicos e financeiros inalcançáveis para países desenvolvidos (por enquanto), tais como europeus e, em especial, os Estados Unidos. Devido ao crescimento, o Banco Mundial relata que a aceleração é rápida o suficiente para gerar superaquecimento e bolhas de ativos.


Pamela Cox, vice-presidente da entidade (Bird) para América Latina e Caribe, avalia que a situação de aquecimento acelerado ocorre em nações com situações semelhantes às decorrentes, atualmente, na Argentina e no Brasil. Futuramente, acredita, Peru e México poderão passar por situação idêntica.


Em reportagem veiculada pelo portal de notícias G1, Pamela indica que é necessário observar uma possível bolha nos mercados imobiliários e acionários do país liderado por Luiz Inácio Lula da Silva, principalmente porque a taxa cambial apresenta-se bem forte, com grande fluxo de capitais direcionados ao país.


A entidade pondera que a América Latina deverá obter desenvolvimento econômico em 4% e o Brasil, em específico, Produto Interno Bruto (PIB) com percentual de 5% ainda neste ano.


Leia mais no G1.

Por Luiz Felipe Erdei


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.