Crescimento do Brasil deve Diminuir até Final do Ano, admite Serasa Experian




Em comparação a inúmeros países do globo terrestre, o Brasil pode ser considerado o alto da montanha numa planície. Essa frase não é de toda errada se se considerar os dados obtidos pela nação nos últimos meses, principalmente do segundo semestre do ano passado até a presente data.


Apesar do crescimento galopante, a Serasa Experian admite que até o final do ano, do ponto atual em diante, o país apresentará desenvolvimento mais ameno, segundo informações obtidas do Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor, que em março teve baque de 1,1% em comparação ao mês anterior.

A alta de 0,75% da Selic, a taxa básica de juros da economia, é um dos indicativos que deve acarretar redução na cadência de empréstimos a pessoas físicas até 31 de dezembro. Além disso, a retirada de incentivos fiscais à aquisição de bens duráveis e o fim da exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) são outros motes a se considerar.

Apesar desses fatores, alguns setores deverão equacionar essa balança para os próximos anos, tais como o da construção civil, que incentivado pelos eventos esportivos no país promete liberar mais dinheiro à população e movimentar a economia do Brasil.

Leia mais no Estadão.

Leia também:  Petrobras anuncia Descoberta de Petróleo na Bacia de Santos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *