Aumento Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil 2010



Os incessantes anúncios feitos pelo governo brasileiro em relação à economia, nos últimos meses, parecem ter atingido a cabeça de analistas e especialistas, não algo forçado, mas natural na medida em que institutos e órgãos divulgam dados estatísticos e informações variadas.

Newton Camargo Rosa, economista-chefe da SulAmérica Investimentos, acredita que a atuação da produção industrial do país, em fevereiro, denotou que a atividade do segmento segue aquecida e que configura, principalmente, bons índices para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nos três primeiros meses de 2010.



Sua opinião, expressa por meio do portal de economia do Estadão, compactua com informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quando este relatou um desenvolvimento de 1,5% da produção industrial da nação em fevereiro ante o primeiro mês deste ano, já na série com ajuste sazonal, e quase 18,5% em relação a fevereiro de 2009.

Para Newton Rosa, o gradual processo de retirada dos incentivos fiscais contribuiu para que a atividade econômica do país não apresentasse ligeira desaceleração. Além disso, o economista especula que o PIB para o primeiro trimestre deste ano conquistará dilatação de 1,2%.



Confira mais opiniões de Newton Camargo Rosa diretamente no Estadão online.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  Mercado Interno Brasileiro - Crescimento nas Vendas

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *