Redução do IPI pode incentivar produção Equipamentos de Baixo Consumo de Energia



O prolongamento da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) a eletrodomésticos arquitetados para baixo consumo pode incitar às indústrias uma produção de equipamentos mais eficazes. É o que aponta Gustavo Kuster, gerente da divisão de programas de avaliação da conformidade do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro).

Para ele, haverá, a partir de agora, uma espécie de corrida de tecnológica, ou seja, um acirramento na concorrência entre os grandes industriais na fabricação de mercadorias que atendam às últimas medidas adotadas pela cúpula do governo federal – quanto menos um aparelho consome mais barato será vendido.



Apesar de o instituto avaliar diversos quesitos, somente o energético está sendo levado em consideração como beneficiário redutivo do IPI. As últimas notícias televisivas veicularam aos espectadores que produtos do Selo A (baixo consumidores de energia) apresentam um valor próximo aos do Selo E (alto consumidores de energia). A pergunta certa para este momento é: para onde irão as sucatas do Selo E, que provavelmente figurarão nos lixões?

Por Luiz Felipe T. Erdei



Leia também:  Visita de Dilma Rousseff à Alemanha - Encontro com Angela Merkel

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *