Pré-sal ocasionará forte expansão econômica pelo Brasil, afirma diretor da Petrobrás





Petrobrás, uma das estatais com maior poderio econômico mundial, passará, em meados de 2015, a processar o intenso volume de óleo do pré-sal. As refinarias da empresa, originalmente voltadas a apurar o diesel Premium, serão adaptadas para tal fim, segundo Paulo Roberto Costa, diretor de abastecimento da companhia.

Para ele, a empreitada pode diminuir o custo de construção, com previsão inicial em 20 bilhões de dólares para as unidades do Maranhão, que produz 600 mil barris por dia, e Ceará, em torno de 300 mil barris diários.




Entretanto, as duas divisões não serão satisfatórias para acolher toda a produção do pré-sal. Por isso, abre-se espaço para que apareçam novas unidades produtoras pelo Brasil.

Veja também:  Previsão de Inflação e PIB no Brasil em 2019



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *