O governo do estado de São Paulo divulgou nesta semana que irá liberar recursos de precatórios para cerca de 3.508 credores que aguardam valores de até R$20.934,72.

Este dinheiro, que representa um montante total de R$25,3 milhões, consiste em dívidas do governo que depois de processos judiciais se tornaram Obrigações de Pequeno Valor ou Precatórios que são liberados mais rapidamente pelo Estado.

O dinheiro já foi depositado no dia 20 de dezembro de 2012, mas o credor precisa aguardar a finalização do processo na Justiça para realizar a retirada dos valores.

Para verificar se o seu recurso foi liberado basta o credor interessado acessar o site da PGE-SP (Procuradoria-Geral do Estado de São Paulo) e realizar a consulta.

Por Ana Camila Neves Morais


O valor do PIB para o terceiro trimestre com crescimento de apenas 0,6% decepcionou a todos os setores da economia brasileira e a Sobratema (empresa vinculada ao setor de máquinas do ramo de construção civil) informou que irá rever as expectativas de vendas para o ano de 2013.

Esta revisão se justifica porque o crescimento do país ficou muito abaixo do esperado anteriormente indicando, assim, um ritmo menor na recuperação da economia brasileira.

A situação mostrada pelos dados do PIB vai diminuir a confiança dos empresários que irão repensar antes de fazer investimentos e irão, por conseqüência, aguardar para ter maior clareza dos riscos no mercado do país.

Por isso, a Sobratema pretende rever a projeção feita para 2013 com uma expectativa de crescimento nas vendas de equipamentos para construção civil em 13% de modo que ela se adeque ás novas configurações da economia brasileira.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


As notícias do mercado financeiro nem sempre são negativas e nesta sexta-feira – dia 30 de novembro de 2012 – o Banco central informou que o setor público do Brasil apresentou um superávit primário de 12,398 bilhões de reais no mês de outubro.

Ao considerar o ano de 2012 até o momento, o setor público obteve R$88,214 bilhões sendo que deste global devem ser descontados cerca de R$25,6 bilhões utilizados para os investimentos com o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Agora, para o governo atingir a meta de R4139,8 bilhões até o final de 2012, será preciso que nos dois últimos meses do ano se obtenha um superávit de R$13 bilhões de reais.

Outra informação do Banco central veiculada nesta semana foi com relação à dívida pública que corresponde a 35,2% do PIB nacional e o déficit nominal que está em um valor total de R44,607 bilhões no mês de outubro.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado energético do Brasil foi movimentado neste mês de novembro com a notícia de que a Eletrobrás poderá ter um prejuízo em suas receitas de até 9,6 bilhões de reais por ano se renovar de forma antecipada as suas concessões elétricas que estão valendo até os anos de 2015 a 2017.

Esta informação foi divulgada pela própria estatal energética a qual apresentou ainda, em seu último demonstrativo de resultados, um valor de R$32,8 bilhões que correspondem a R$14,3 bilhões para geração de energia elétrica e 18,5 bilhões de residual contábil para ativos em transmissão de energia.

Esta situação de uma possível renovação antecipada de suas concessões foi proposta pelo governo federal o qual irá oferecer à companhia R$14 bilhões como indenização, mas até o momento a Eletrobrás não decidiu a questão movimentando, ainda mais, as especulações no mercado financeiro.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


A Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) divulgou a última contabilização da taxa de juros do cartão de crédito a qual, no mês de outubro, foi menor do que 10% sendo este o valor mais reduzido deste tipo de juro desde o ano de 1995.

A média da taxa de juros para o cartão de crédito foi no valor de 5,50% para pessoas físicas no último mês alcançando, assim, uma taxa menor do que os 5,83% obtidos no mês de setembro.

Ao considerar estes dados de forma mais específica, a taxa de juros deste tipo de empréstimo alcançou o valor de 9,37% ao mês sendo que no mês de outubro ela tinha sido registrada no valor de 10,41% representando, assim, uma redução de 1,04% que ocorreu em todas as linhas de crédito inseridas nesta análise.

Fonte: Infomoney

Por Ana Camila Neves Morais


Mesmo com o aquecimento da economia se mantendo a produção industrial brasileira vem nos últimos três meses apresentando uma tendência de redução que se manteve em Julho, conforme dados apurados pelo IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Mas mesmo esta tendência na redução da produção industrial ainda não foi suficiente para reduzir o total apurado nos primeiros seis meses do ano de 2010, cujo resultado foi o melhor desde 2002 quando se deu o inicio da série histórica.

Nos seis primeiros meses de 2010 a produção industrial brasileira teve uma alta de 16,2% em relação ao primeiro semestre de 2009. E a queda ficou evidenciada nos resultados apurada na comparação entre Junho e Maio deste ano, ficando em torno de 1%.

Esta queda afetou 20 ramos dos 27 que compõem o universo de pesquisa do setor industrial. E os que apresentaram a maior queda no nível de produção foram: produtos químicos, máquinas para escritório e equipamentos de informática, material eletrônico e equipamentos de comunicações, farmacêutica e veículos automotores.

Já os ramos que apresentaram crescimento foram à produção e refino de petróleo, produção de álcool, edição e impressão e bebidas.

Por Mauro Câmara

Fonte: IG


De acordo com dados informados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira, 07 de julho de 2010, o mês de junho apresentou estabilidade na inflação oficial do país, indicada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

No mês de maio, o valor registrado foi um aumento de 0,43%. A estabilidade adquirida no momento deve-se à deflação apresentada pelo setor de bebidas e alimentos, que havia sido o responsável pelos maiores índices da inflação nos primeiros meses de 2010, onde destacou-se a batata-inglesa, que teve um diminuição de preço de 23,97%.

Além disto, a diminuição do preço do álcool e da gasolina levou a um valor negativo na inflação do setor de transportes, que fechou em -0,21% no mês de junho deste ano.

Por Elizabeth Preático

Fonte: O Globo


A mineradora Vale, maior produtora de minério do Brasil, vem sofrendo uma acentuada queda de lucro, chegando a cair 81,5% no segundo trimestre deste ano, para R$ 1,46 bilhão.

Anestesiadas pela crise financeira mundial, as vendas de minérios caíram acintosamente, baixando o preço médio dos produtos, com exceção do níquel, que se mantém estável.

Por Diego Diniz





CONTINUE NAVEGANDO: