Nokia passa a controlar a Alcatel-Lucent



  

Nokia compra maioria das ações da Alcatel Lucent e responderá pelo comando da empresa francesa.

Foi anunciado, pela empresa finlandesa Nokia, que esta agora responde pelo controle da empresa francesa Alcatel-Lucent. O anúncio tornou-se público na última segunda-feira, dia 4 de janeiro. A negociação estava sendo discutida desde o início do ano de 2015 e depois de todo esse ano de negociações as duas empresas chegaram em um consenso. Com uma oferta de cerca de 15,6 bilhões de euros em ações feita pela Nokia, a multinacional garantiu o controle da maior fatia da companhia francesa.

A data marcada para que as duas companhias se unam é o dia 14 de janeiro. Após a compra das ações a Nokia passará a responder por um valor aproximado de 79% das ações da Alcatel-Lucent. A informação vem da responsável francesa pelo mercado de ações.

Veja também:  Localiza anuncia compra da Hertz Brasil

Segundo um comunicado feito pelo presidente executivo da Nokia, Rajeev Suri, a intenção é para que união seja concretizada o mais rápido possível para que a empresa possa pôr em prática seus planos para os próximos anos.

A Nokia ainda deixou claro que o objetivo é concretizar o acordo ainda no primeiro trimestre. Pois isso, influencia muito nos resultados e metas estabelecidas pela companhia para o ano de 2016 e 2017.





A nova aquisição feita pela empresa que possui sede na Finlândia vem em um bom momento, pois agora a Nokia pode competir de forma mais agressiva contra suas concorrentes no mercado de equipamentos para redes de telecomunicação. As maiores concorrentes, hoje em dia, são a Ericson, que possui sede na Suécia, e também a Chinesa Huawei.

Veja também:  Urbe.me - Site de Financiamento Coletivo Imobiliário

O fraco crescimento da Nokia nos últimos anos acabou por impulsionar os preços diante da forte concorrência imposta por outras empresas no mesmo período.

Mesmo com 150 anos de tradição, a Nokia não conseguiu se fortalecer e se firmar no mundo dos smartphones. Após a percepção das falhas nesse mercado, a Nokia vendeu toda a parte que envolve celulares para a Microsoft, que conseguiu certo sucesso com os seus smartphones. Agora a Nokia põe suas forças no mercado de equipamentos de telecomunicação e objetiva criar seus próprios equipamentos.

Por Igor Furraer



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *