BOVESPA atingiu sua menor pontuação desde abril de 2009



  

Na última sexta-feira, a BOVESPA (Bolsa de Valores do Estado de São Paulo) demonstrou recorde na perda dos pontos ao atingir valor menor do que 45 mil pontos, fato que não acontecia desde o mês de abril do ano de 2009. Há especialistas que apontam queda do índice em sete por cento no primeiro semestre de 2014.

Na sexta-feira, dia 14 de março, a BOVESPA encerrou o dia com 44.995 pontos, queda de 1,5%. No passado já havia sinais de que o índice poderia cair para valores inferiores a 45 mil pontos. Por exemplo, em 5 de julho de 2013, a pontuação estava em 44.107 durante o intraday, mas o mercado encerrou em mais do que 56 mil.

Veja também:  O que é Inflação e Como Funciona

No mesmo dia de 2013 aconteceu o fim da tendência de queda, visto que investidores aproveitaram a baixa geral da BOVESPA para comprar e apostar à venda na alta no futuro. Aconteceram sequências de valorização até outubro, quando o valor chegou aos 57 mil pontos.

Nos dias de hoje existem especialistas que não acreditam na alta em curto prazo dos pontos na BOVESPA – é o que afirma a matéria publicada no site da Info Money.

Leandro Ruschel, conhecido blogueiro da Info Money, indica que a fraca média da BOVESPA acontece pelo menos desde o mês de fevereiro de 2014. O especialista indica que foi durante esse período que houve uma grande queda, quando os pontos caíram de 48.600 para 46.200.

Veja também:  Economia brasileira em 2017




Vale ressaltar que as principais médias da Bolsa demonstraram quedas. Conforme a opinião de Ruschel, os valores na BOVESPA devem encerrar o primeiro semestre em 44 mil pontos. Porém, há quem indique o valor na casa dos 42 mil pontos, no final dos seis primeiros meses de 2014, ao passo que também existem especialistas que apostam em baixas maiores, para 32 mil pontos, por exemplo.

Por Renato Duarte Plantier

Economia1

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *