Acionista acusa BlackBerry de Mentir sobre Informações Financeiras



  

Um acionista da BlackBerry acusou a companhia canadense de mentir a respeito de informações financeiras e perspectivas do seu novo lançamento, o BlackBerry 10. Em um processo aberto pelo acionista Marvin Pearlstein contra a BlackBerry na Corte Federal de Manhattan, ele alega que a companhia mentiu aos investidores sobre seu comprometimento com o progresso financeiro e operacional. Além disso, o acionista afirmou que na época a empresa informou que o sistema operacional BlackBerry 10 teria sido bem recebido pelos desenvolvedores.

Ao contrário do que afirma o acionista, o BlackBerry 10 não teve uma aceitação boa no mercado e a companhia perdeu cerca de US$ 1 bilhão ao retirar as unidades não vendidas das prateleiras. Além disso, cerca de 4500 empregados foram despedidos nos últimos meses, o que representa cerca de 40% do total de funcionários da companhia.

Veja também:  Salário Mínimo em 2017

Segundo informações presentes no processo, toda a confusão se deu início no dia 27 de setembro de 2012, quando o CEO da BlackBerry (Thorsten Heins) anunciou em uma conferência voltada especificamente para investidores que a companhia estava financeiramente forte e as vendas estavam indo muito bem.





Desde 2008 a empresa perdeu 94% do seu valor e vem encontrando imensas dificuldades em permanecer no mercado de smartphones. O péssimo desempenho das vendas do modelo Z10 é um reflexo do abismo em que a empresa canadense se meteu.

Ebenézer Carvalho



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *