Economia Mundial – Retirada de Incentivos Fiscais – Cuidados




O mercado global ainda está atento com a movimentação financeira, embora a guinada dos países emergentes diante dos países desenvolvidos tenha motivado investimentos e transações mundo afora. Mesmo em recuperação econômica, ainda existem riscos de agravamentos em várias partes, tanto que relatório emitido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) pede aos governos das economias mais avançadas tomarem cuidado ao retirar as medidas de incentivos fiscais, financeiras ou monetárias adotadas durante o último colapso.

O documento (Global Financial Stability Report) apresentado pelo órgão na última terça-feira, 5 de setembro, endossa, inclusive, que essa retirada poderá ter de ser adiada, no mesmo instante em que é primordial asseverar que a necessidade de incentivo é temporária e não supre mudanças e reformas imprescindíveis nos segmentos financeiros – num momento mais oportuno.


Na visão do FMI segundo o Estadão, as economias mais avançadas do planeta tem se esforçado, sim, em seguir planos de austeridade fiscal para suportar e enfrentar a crise da dívida soberana, embora, para o órgão, o déficit de inúmeras economias deva ser mais elevado em 2010.

Por Luiz Felipe T. Erdei




Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *