Economia Brasileira sofre Desaceleração entre Abril e Junho 2010



  

A equipe econômica brasileira tem adotado todas as medidas cabíveis para evitar superaquecimento dentro das fronteiras tupiniquins e outros males correlatos. Guido Mantega, ministro da Fazenda, afirmou recentemente que novas adoções, tais como prováveis elevações da taxa básica de juros, a Selic, poderão ser aplicadas para controlar um possível crescimento além do imaginado.

A Serasa Experian divulgou no início desta semana que a economia do país obteve aumento de 0,1% em abril ante março deste ano, abaixo, então, do alçamento registrado no terceiro mês de 2010 em confronto a fevereiro, de 1,2%. Economistas da entidade, com posse desses dados, estimam desenvolvimento menor no âmbito econômico no segundo trimestre ante o período imediatamente anterior.

Veja também:  O que é Inflação e Como Funciona




Informações veiculadas pelo portal de notícias G1 indicam que a retirada de estímulos fiscais relacionados, principalmente a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) a automóveis, materiais de construção e linha branca (fogões, geladeiras e máquinas de lavar), são os responsáveis pela desaceleração.

Os cortes no Orçamento do governo federal anunciados há poucas semanas – e tão criticados – é outro motivo relacionado pela Serasa. Embora o arrefecimento constatado indique desaceleração a partir desses fatores descritos, abril deste ano em relação ao período igual do ano passado teve crescimento de 8,8%.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *