Guido Mantega afirma que Brasil não corre risco de Superaquecimento Econômico



  

O avanço de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2010 em comparação ao último e igual período do ano passado e outros 9% em confronto anual superaram as expectativas de economistas e analistas financeiros. Embora uma euforia sempre venha à tona, especialistas divergem sobre os números e temem riscos de superaquecimento da economia, bem como o aparecimento de bolhas econômicas.

Guido Mantega, ministro da Fazenda, reafirmou – mais uma vez – que desses riscos o Brasil não corre, declaração justificada por futuros percentuais já ao segundo trimestre deste ano. Segundo ele, o que existe, na verdade, é um crescimento sustentável, tanto que haverá ritmo mais baixo de desenvolvimento entre abril e junho, algo em torno de 1%, bem inferior aos 2,7% assinalados nos primeiros três meses de 2010.

Veja também:  Criptomoeda - O Que é e Como Funciona




Durante reportagem veiculada pelo portal de notícias G1, Mantega fez asseverações sobre outro tema, o inflacionário. Para ele, a inflação tem sido puxada para baixo, atualmente, em virtude do arrefecimento nos preços dos alimentos, parte disso devido à retomada da produção após um início de ano com muitas chuvas.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *