Aumento da Inadimplência no 2º Semestre 2010 – Previsão Serasa Experian



  

O momento positivo da economia brasileira, inúmeras vezes mencionado neste veículo comunicador, seduz os cidadãos do país a adquirir novos produtos, investir mais dinheiro em viagens e arriscarem, quando possível, a aquisição de veículo automotor ou residência própria. O crédito facilitado e o maior poder de compra da população fizeram os índices de inadimplência caírem gradualmente, denotando maior rotatividade de capital a partir de empresários e dos trabalhadores.

A Serasa Experian, entidade responsável por conferir levantamentos relacionados à atividade econômica do país, revela que nos próximos meses, principalmente no segundo semestre deste ano, a queda da inadimplência sofrerá reviravolta, situação justificada sob diversas maneiras, uma delas a extinção da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) a automóveis e produtos da linha branca.





Economistas do órgão avaliam, por meio de reportagem emitida pelo portal mercado UOL, que o maior endividamento da população nos últimos meses – principalmente a partir de janeiro – e o atual ciclo de ajustes monetários, como é o caso do aumento da Selic, deverão ser fatores determinantes ao aumento do número de inadimplentes.

Mesmo assim, o percentual a ser alcançado não será nem próximo do visto durante a crise financeira mundial. O Fundo Monetário Internacional (FMI) ponderou a possibilidade de superaquecimento e bolhas econômicas ao país caso o crescimento continue em plena expansão, lógica que poderá não ser vista em virtude da diminuição do poder de compra dos cidadãos.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *