FMI afirma que Europa tem poder para sair da Crise Financeira



  

A crise financeira mundial servirá às próximas gerações como uma lição a ser tomada, retomada, vista e revista, pois um ato praticamente isolado num determinado país gerou ao resto do mundo consequências desastrosas, levando empresas a falências, desestabilização econômica e delonga, em alguns locais, para superar os principais efeitos da problemática.

Recentemente, a União Europeia enfrenta outro embate complexo, com a Grécia percussora principal em virtude de suas altas dívidas. Dominique Strauss-Kahn, diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), avalia que a situação é séria, porém, assegura que os europeus possuem poder de reação eficaz para obter sucesso ante a crise. Segundo ele, conforme atestado por reportagem veiculada pelo portal de notícias G1, o que resta, agora, é canalizar e pôr em prática aquilo que compete à zona do euro.

Veja também:  Criptomoeda - O Que é e Como Funciona




Entre especulações positivas e negativas, Strauss-Kahn repele alguns discursos e afirma que algumas pessoas têm imposto à Europa uma pressão exagerada; disse não temer, por exemplo, a atual taxa de câmbio, que já até atinge médias históricas, mas sim a depreciação da moeda local, o euro.

Fonte G1.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *