Serasa Experian – comercialização no varejo em maio



  

Analistas estimam que no segundo semestre deste ano uma queda na comercialização de produtos de várias áreas deverá ocorrer devido a inúmeros fatores. No primeiro trimestre de 2010, porém, alta nas vendas em alguns segmentos foi contabilizada, puxada, principalmente, pela exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aos setores automotivo, materiais de construção e linha branca.

Em abril, mês em que a redução do benefício deixou de existir amplamente, uma queda de 1,3% em comparação a março nas atividades do varejo foi constatada. Em contrapartida, maio voltou a apresentar ascensão, desta vez de 1,4% sobre seu mês anterior.

Segundo a Serasa Experian, órgão responsável por esse levantamento, o crescimento de 2,7% nas vendas em lojas de materiais de construção foi fator predominante na alta, pois, anteriormente, um arrefecimento de 2,5% fora verificado em abril ante março. Outra esfera que obteve elevação foi motos, veículos e peças, bem como alimentos e bebidas, hipermercados e supermercados, com aumento de 0,2% e 0,6%, respectivamente.





No sentido contrário, de acordo com o portal de economia UOL, figuraram em maio em relação a abril o setor de combustíveis e lubrificantes, com baixa de 0,4%, e tecidos, vestuário, acessórios e calçados, com recuo de 0,3%

Para ler mais informações, acesse o UOL aqui.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *