Governo Testará Novo Ajuste do IOF até o Final do Ano



  

Mesmo sob pressão, o governo brasileiro manterá a tendência de taxar, até o final deste ano, a entrada de capitais estrangeiros com o percentual de 2% do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Essa medida é uma diretriz de Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil.

Conforme propagado nesta semana, Lula pretende testar a medida por mais algum tempo. Isto foi confirmado por Guido Mantega, ministro da Fazenda, mesmo após a solicitação de Edemir Ponto, presidente da BM&FBovespa, que pediu revisão em algumas particularidades desse novo ajuste do IOF.





O governo pretende, pois, permanecer informalmente na base de R$ 1,70 da valorização do real diante do dólar. A emblemática, neste caso, é tentar diminuir essa desvalorização da moeda norte-americana em relação à brasileira, pois diversas empresas estrangeiras passaram a adotar o Brasil como um local confiável para investimentos pós-crise financeira.

Veja também:  Receita Federal libera Programa do IRPF 2017

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *