Mais ética ao Conselho de Ética



  

Um jornal de São Paulo investigou os integrantes titulares e suplentes do Conselho de Ética, e constatou que falta ética aos colegiados. Com a investigação foi verificado que 70% dos membros do Conselho de Ética estão envolvidos em escândalos recentes.





O presidente do Senado, José Sarney, aguarda a decisão dos senadores quanto a sua cassação ou não. Pressionado a renunciar, Sarney é alvo de várias acusações de ligação com boletins administrativos sigilosos, nepotismo e de desvio de recursos da Petrobras pela Fundação José Sarney.

Foi divulgado que dos 14 suplentes, dez empregaram parentes, assinaram atos secretos, são alvos de inquérito ou réus em processos.

Realmente a situação não é muita favorável no Senado. Ficou claro que ainda falta ética no Conselho de Ética.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *