Minc diz que agilidade não interfere no rigor para licenças ambientais



Apesar de anunciar um pacote de medidas que reduzirão para pela metade o tempo do licenciamento ambiental para projetos de pesquisa ou de infraestrutura, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, reiterou que os critérios de avaliação para a concessão da licença não perderão seu rigor.

Temos no Ibama 1.400 pedidos de licença em tramitação, todos para ontem, mas não vamos dar sem rigor. No grito não vai sair licença. Tem que cumprir os requisitos. – afirmou Minc.



Para o ministro, rigorosidade e agilidade não são contraditórias no processo de concessão: “Temos que concentrar naquelas realmente impactantes e simplificar naquelas cujo impacto é quase nenhum”.

Por Diego Diniz





Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *